i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Costa Concordia

Itália encerra buscas em cruzeiro

Decisão se refere à parte submersa da embarcação e foi tomada com base no aumento dos riscos para a equipe de resgate

  • PorDas agências
  • 31/01/2012 21:02
Por meio de radar, geólogos e jornalistas monitoram os movimentos do Costa Concordia em estação às margens da água | Darrin Zammit Lupi/Reuters
Por meio de radar, geólogos e jornalistas monitoram os movimentos do Costa Concordia em estação às margens da água| Foto: Darrin Zammit Lupi/Reuters

As autoridades italianas suspenderam definitivamente as buscas por vítimas na parte submersa do navio Costa Concordia, que naufragou no último dia 13 próximo à Ilha de Giglio, na região da Tos­­cana.

A decisão foi tomada pelas equipes de resgate, lideradas pelo italiano Ennio Aquilino, diante das "condições operativas de se­­gurança".

As operações continuarão na parte que ainda não afundou.

O comissário Franco Gabrielli avisou os familiares das vítimas e embaixadas sobre o encerramento das atividades.

O navio naufragou no dia 13, próximo à Ilha de Giglio, após colidir com uma rocha, com mais de 4,2 mil pessoas a bordo, durante uma manobra supostamente não autorizada realizada pelo comandante Francesco Schettino.

Até o momento, 16 corpos con­­tinuam desaparecidos. Schettino se encontra atualmen­­te em prisão domiciliar, e deve responder por homicídio múltiplo, abandono de navio e naufrágio, acusações que podem significar uma sentença de 12 anos de prisão.

Na última sexta, a empresa Costa Cruzeiros anunciou que os sobreviventes do Costa Concordia receberão cada um uma indeni­­zação de 11 mil euros – cerca de R$ 25 mil – e mais 3 mil euros para cobrir despesas.

A porta-voz da agência de proteção civil, Francesca Maffini, destacou que as buscas vão continuar assim que for possível na parte do navio que não afundou, nas águas próximas à embarcação e ao longo da costa.

As autoridades italianas já al­­teraram o foco da ação para a prevenção de um acidente am­­bi­­ental. O navio carrega cerca de 2,4 mil toneladas de combustível e outros poluentes que podem vazar.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.