O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, disse desconhecer o relatório da oposição sobre a morte de 220 militares russos na Ucrânia. “Não conheço esse relatório, por isso não posso fazer comentários”, respondeu a jornalistas. Peskov afirmou que sua agenda tinha “outros assuntos” ontem.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, esteve reunido ontem com o presidente russo, Vladimir Putin. Ele disse que teve conversas “francas” sobre Ucrânia, Síria e Irã com Putin e destacou que é importante que os dois países mantenham contato.

Kerry se encontrou com o ministro do Exterior russo, Sergei Lavrov, durante mais de quatro horas, antes de se reunir com Putin no resort de Sochi, no mar Negro, no que foi a visita norte-americana de mais alto nível à Rússia desde o início da crise na Ucrânia, em 2013. “É importante mantermos abertas as linhas de comunicação entre os EUA e a Rússia”, escreveu Kerry em seu Twitter. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores russo, Lavrov disse que “As tentativas de nos pressionar com sanções levam a um beco sem saída... A cooperação só é possível com base em direitos equitativos e justos, sem tentativas de ditar e coagir.”

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]