A esposa de um secretário do governo indiano foi encontrada morta no quarto de um hotel cinco estrelas em Nova Déli nesta sexta-feira (17), segundo a polícia, dias depois de se envolver em uma confusão no Twitter por causa de um suposto caso do marido. Ainda não está claro como Sunanda Puskhar Tharoor, mulher do secretário de Desenvolvimento de Recursos Humanos, Shashi Tharoor, morreu, disse o porta-voz da polícia, Rajan Bhagat Delhi.

"Ela estava deitada na cama. Não havia sinais de qualquer crime ou qualquer luta. Ela não tinha nenhum sinal de envenenamento", o assistente pessoal do secretário, Abhinav Kumar, disse a jornalistas que se reuniram em frente ao hotel.

O casal esteve nas manchetes da mídia indiana na quinta-feira depois de uma série de mensagens no Twitter que pareciam revelar que Tharoor tinha um caso com a jornalista paquistanesa Mehr Tarar.Pushkar acusou ainda a jornalista de ser uma agente dos serviços secretos paquistaneses.

Tarar negou que estivesse tendo um caso com o secretário indiano e rebateu Puskhar por suas "alegações selvagens".Pushkar chegou a admitir que ela mesma tinha publicado os Tweets na conta do marido, o que negou depois.

Ontem, o casal indiano emitiu um comunicado dizendo que estavam angustiados com a polêmica causada pelo uso não autorizado de suas contas de Twitter. Eles afirmaram que estavam felizes no casamento e pretendiam continuar assim.

Tharoor, um ex- diplomata da ONU, se casou com Puskhar em 2010. No mesmo ano, ele teve que demitir-se do seu primeiro trabalho ministerial por causa de denúncias de irregularidades na licitação para uma equipe de críquete da Indian Premier League.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]