Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
O bispo nicaraguense Rolando Álvarez, responsável pela emissora: perseguição à Igreja aumentou após Assembleia Nacional da Nicarágua aprovar relatório que acusou bispos e padres de apoiar manifestações contra Ortega em 2018
O bispo nicaraguense Rolando Álvarez, responsável pela emissora: perseguição à Igreja aumentou após Assembleia Nacional da Nicarágua aprovar relatório que acusou bispos e padres de apoiar manifestações contra Ortega em 2018| Foto: EFE/Jorge Torres

A ditadura de Daniel Ortega determinou o fechamento do canal de televisão da Conferência Episcopal da Nicarágua (CEN). Segundo informações da Agência Católica de Informações (ACI), a medida foi tomada depois que o bispo Rolando Álvarez denunciou perseguição por parte do regime sandinista e anunciou que faria um jejum indefinido em protesto.

A multinacional de telecomunicações Claro informou na sexta-feira (20) no Twitter que o órgão regulador do setor na Nicarágua havia ordenado que o canal da CEN fosse “retirado da grade de programação do serviço”.

De acordo com a ACI, dom Álvarez, que é responsável pelo canal católico, afirmou que o regime de Ortega quer “uma Igreja muda, que não anuncie a esperança do povo” e que não denuncie o “pecado pessoal e das estruturas de injustiça”.

Além de Álvarez, outros bispos denunciam aumento na perseguição desde que a Assembleia Nacional da Nicarágua aprovou este mês um relatório que acusou bispos e padres de apoiar manifestações que pediram a saída de Ortega em 2018.

Os protestos foram qualificados pela ditadura sandinista como “tentativa de golpe” e foram reprimidos com extrema violência, resultando em mais de 300 mortes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]