Primeira-dama Michelle Obama posa para foto em comício | Bryan Snyder/Reuters
Primeira-dama Michelle Obama posa para foto em comício| Foto: Bryan Snyder/Reuters

A menos de uma semana das eleições nos Estados Unidos, o presidente Barack Obama pretende viajar para apoiar candidatos democratas em suas campanhas para os governos locais.

O partido espera que, apesar da recente impopularidade do presidente, Obama seja capaz de orientar parte do eleitorado a votar em favor dos democratas antes da votação, marcada para a próxima terça-feira, 4 de novembro.

Dos 50 Estados norte-ame­­ricanos, 36 irão às urnas optar por novos governadores. Ontem, Obama estava no Maine para ajudar Mike Michaud, que já foi parlamentar por seis vezes, a derrotar o governador republicano Paul Lepage em uma disputa eleitoral acirrada.

Nesta semana, o presidente também esteve no Mil­­waulkee para apoiar a ex-empresária Mary Burke, que desafia o governador Scott Walker — nome cotado para uma possível candidatura presidencial em 2016, caso seja reeleito no Estado.

A agenda eleitoral de O­­ba­­ma inclui também passagens por Michigan, Con­­necticut e Filadélfia durante o fim de semana, para dar suporte aos candidatos democratas locais.

No sábado, em Detroit, o presidente também estará ao lado de Gary Peters, o único candidato ao Senado que subirá ao palanque com Obama.

Outros candidatos do partido Democrata têm evitado contato com o chefe de Estado devido à baixa popularidade. O Partido Democrata receia que o "efeito Obama" tenha reflexos negativos nas urnas e que assim perca o controle do Senado para os republicanos, que já comandam a Câmara dos Representantes, no Congresso americano.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]