Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Os membros do Partido Democrata decidiram neste domingo (8) renunciar em bloco de seus postos no Parlamento da Tailândia para acrescentar a pressão sobre o atual Governo, que na segunda-feira lidará com uma nova manifestação antigovernamental.

"A decisão tem como objetivo negar o papel do Parlamento sob o 'regime Thaksin'. Os Democratas completaram seu dever na oposição", escreveu o parlamentar Sansern Samalapa em sua conta no Twitter.

"Não podemos ficar, já que não podemos trabalhar com um Governo ilegítimo", declarou o político democrata Nipit Intarasombat à televisão "Nation Channel".

Antes da renúncia do grupo político, a primeira-ministra, Yingluck Shinawatra, ofereceu a dissolução do Parlamento e a realização de eleições antecipadas aos manifestantes que, há semanas, pedem que ela renuncie do cargo e querem conseguir uma mudança no sistema político do país.

A Tailândia vive uma grave crise política desde o golpe de Estado contra o ex-governante Thaksin Shinawatra, com frequentes manifestações e protestos populares que buscam paralisar o Governo atual.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]