Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente egípcio, Hosni Mubarak, foi formalmente mantido como o chefe do partido governista nesta sábado, no início de uma convenção da legenda, que pode dar indicações de como ele pretende realizar a transição do poder.

Membros do Partido Nacional Democrático votaram pela permanência de Mubarak, de 79 anos, na direção do partido por mais cinco anos, por 5.248 dos votos a favor e 9 contra, em uma votação secreta sem contestações, informou a agência estatal Mena. Mubarak lidera o Egito há mais de um quarto de século.

Foi a primeira eleição para a liderança do partido desde que Mubarak foi escolhido para o cargo principal após o assassinato do presidente Anwar Sadat em 1981. Em convenções anteriores, os delegados confirmavam apenas formalmente a fidelidade a Mubarak.

É disseminada a idéia de que Mubarak, cuja confirmação era esperada, está preparando o filho de 43 anos, Gamal, hoje um autoridade do partido, para sucedê-lo como presidente no mais populoso país árabe.

Mas Gamal, um ex-executivo em banco de investimentos que agora tem grande poder político no Egito, nega ter ambições à Presidência. Analistas dizem que a sucessão para Gamal pode acontecer apenas enquanto Mubarak estiver vivo para impedir disputas de poder e uma intervenção militar.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]