i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Política

Primeiro-ministro anuncia renúncia do governo francês

Hollande recebeu esta manhã Manuel Valls, que lhe apresentou a renúncia de seu governo, formado há cinco meses, após a histórica derrota dos socialistas nas eleições municipais

  • PorEfe
  • 25/08/2014 05:33

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, apresentou nesta segunda-feira (25) a renúncia de seu governo, anunciou o presidente da França, François Hollande, que o encarregou da formação de um novo Executivo.

"Sua composição será anunciada amanhã", informou Hollande em um breve comunicado divulgado depois que este fim de semana os ministros de Economia e de Educação, Arnaud Montebourg e Benoît Hamon, respectivamente, criticaram publicamente a política do Executivo.

Hollande recebeu esta manhã o primeiro-ministro, que lhe apresentou a renúncia de seu governo, formado há cinco meses, após a histórica derrota dos socialistas nas eleições municipais de março passado.

"O chefe do Estado lhe pediu para constituir uma equipe em coerência com as orientações que ele mesmo definiu para nosso país", assinalou Hollande.

Pouco antes, Montebourg tinha assinalado na emissora "Europe 1" que não pensava em renunciar.

"Não me parece que se deixe de ser ministro pela simples razão de apresentar proposições a um debate justificado", disse Montebourg, assegurando que não considerava ter faltado com a "solidariedade governamental".

Em entrevista publicada este fim de semana em "Le Monde", o titular de Economia e Indústria tinha pedido ao governo que deixe em segundo plano a redução do déficit público.

Montebourg, que representa a ala de esquerda do Partido Socialista (PS), francês criticou abertamente as decisões da "direita alemã" que "impôs a toda Europa a política de austeridade" e pediu uma mudança de direção.

Em suas críticas lhe seguiu o ministro de Educação, que também pediu ao presidente francês que se separe da linha política da chanceler alemã, Angela Merkel.

"A Alemanha serve a seus interesses pessoais, não aos da Europa", declarou o titular de Educação.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.