O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, ganhou um raro segundo mandato consecutivo na terça-feira (horário de Tóquio), após o seu único rival potencial para o cargo de chefe do partido governista não conseguir apoio suficiente para se inscrever na disputa.

Abe, que assumiu o cargo em dezembro de 2012, foi o único candidato a se registrar na eleição para a liderança do Partido Liberal Democrático (LDP), o que significa que ele recebeu mais um mandato de três anos como chefe do partido e, portanto, como primeiro-ministro.

A equipe de política de Abe prometeu focar na vacilante economia, depois de usar o capital político no último ano para encaminhar uma legislação impopular, que deve ser aprovada este mês, que pode autorizar as tropas japonesas a lutarem no exterior pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]