Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A polícia alemã está investigando um suposto crime de ódio realizado por três adolescentes acusados de atacar uma refugiada somali grávida de oito meses. Segundo relatos, a mulher somali de 21 anos estava voltando na tarde de quinta-feira de um supermercado para um centro de abrigos na cidade de Bad Belzig, quando foi agredida por dois meninos com idades entre 14 e 15 anos, além de uma menina de 14 anos.

Os agressores bateram nela com um saco de batatas e a jogaram no chão. Um dos infratores fugiu. A mulher foi levado a um hospital, mas não divulgada sua condição de saúde.

A polícia investiga se o crime teve motivações raciais e informou que vai escutar a mulher grávida para obter mais informações. Os adolescentes também devem ser interrogados. Eles podem ser acusados por lesão corporal grave.

O prefeito de Bad Belzig, que fica a cerca de 100 quilômetros de Berlim, lamentou o ocorrido.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]