Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Ditador citou funcionários do Partido Comunista e do governo adeptos da visão marxista sobre religião “competentes” para se envolverem em questões relacionadas ao assunto
Ditador citou funcionários do Partido Comunista e do governo adeptos da visão marxista sobre religião “competentes” para se envolverem em questões relacionadas ao assunto| Foto: EFE/EPA/ROMAN PILIPEY

O ditador da China, Xi Jinping, disse que as religiões no país deverão “se adaptar ao socialismo”. Segundo informações da agência de notícias estatal Xinhua News, Xi fez as declarações durante uma conferência nacional sobre trabalhos relacionados a assuntos religiosos, realizada entre sexta-feira e sábado em Pequim.

“Esforços são necessários para reunir e orientar melhor os crentes religiosos a trabalhar em conjunto com o público em geral para desenvolver a China em um grande país socialista moderno em todos os aspectos e realizar o sonho chinês de revitalização nacional”, disse o ditador.

Ainda de acordo com a Xinhua, Xi afirmou que “as religiões na China têm sido cada vez mais chinesas na orientação e os grupos religiosos têm aumentado seu reconhecimento da pátria, da nação chinesa, da cultura chinesa, do Partido Comunista Chinês e do socialismo com características chinesas”.

No discurso, o ditador também apontou que, ainda que os princípios da liberdade de credo na China devam respeitar crenças religiosas pessoais, é necessário “orientar ativamente as religiões a se adaptarem à sociedade socialista”, citando funcionários do Partido e do governo que são adeptos da visão marxista sobre religião, “competentes” para se envolverem em questões relacionadas ao assunto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]