Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Para simbolizar a união, é comum que namorados atem cadeados às grades da Pont des Arts e joguem as chaves no rio Sena | Inocybe/Piero d Houin/WikiMedia Commons
Para simbolizar a união, é comum que namorados atem cadeados às grades da Pont des Arts e joguem as chaves no rio Sena| Foto: Inocybe/Piero d Houin/WikiMedia Commons

Um costume dos casais que visitam a capital francesa, tida por muitos como o lugar mais romântico do mundo, preocupa as autoridades locais. Para simbolizar a união, é comum que namorados atem cadeados às grades da Pont des Arts e joguem as chaves no rio Sena. O problema é que o peso acumulado das peças pode causar danos estruturais à construção, que tem mais de 200 anos.

Diariamente, centenas de apaixonados passam pelo lugar, que se tornou um ponto turístico. A frequência é tamanha que é difícil encontrar um lugar vazio para fazer as juras de amor. Os engenheiros afirmam que as grades não foram projetadas para suportar tanto peso, mas garantem que há inspeções constantes para substituir as que apresentam deterioração. Nas últimas férias, a universitária brasileira Luisa Paciullo encontrou dificuldades até conseguir cumprir o ritual.

"Eu soube da ponte através de outras pessoas, mas não imaginava que ela era enorme. Chegando lá, tive que procurar muito por um espacinho, porque ela está lotada. Tem gente que leva super a serio, manda até fazer cadeados chiques, gravados com os nomes do casal. Compramos o nosso em um camelô, que também nos ofereceu uma caneta para escrever nossos nomes", conta.

O comércio, claro, se aproveitou da demanda, e existem dezenas de ambulantes espalhados pelo local. Não se pode precisar com exatidão quando a tradição surgiu, mas os responsáveis pelo local especulam que o fenômeno tenha se tornado mais comum a partir de 2008. A ponte, cujos 155 metros de extensão ligam o Museu do Louvre ao Instituto da França, passou por reformas e é composta de madeira e ferro.

As autoridades garantem que, pelo menos em um futuro próximo, não há previsão de intervenção. Melhor para os comerciantes, que faturam alto com os milhares de turistas que passam pelo lugar todo ano. E para os namorados, que continuarão tendo um lugar especial para celebrar os romances.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]