Os produtores agropecuários das quatro principais entidades rurais da Argentina fizeram uma paralisação de 24 horas ontem contra a decisão do governo Cristina Kirchner de expropriar o prédio da Sociedade Rural Argentina, em Buenos Aires.

O prédio, que fica no bairro de Palermo, abriga a maior feira agropecuária do país. O presidente da Sociedade Rural Argentina, Luis Miguel Etchevehere, afirmou que não descarta a extensão da paralisação e a adesão de outras categorias, como a de produtores de grãos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]