Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
seattle protestos tiroteios
Memorial para o jovem que morreu em um tiroteio na “zona autônoma” de Seattle, Washington, na madrugada de sábado| Foto: David Ryder/Getty Images/AFP

Dois tiroteios ocorreram neste fim de semana na chamada "zona autônoma" da cidade de Seattle, uma área ocupada por manifestantes antirracismo e onde não há presença policial. O primeiro incidente, na madrugada de sábado (20), deixou um jovem de 19 anos morto e um homem de 33 gravemente ferido. No domingo, um adolescente de 17 anos foi transportado a um centro médico em condições críticas após um tiroteio, segundo o Departamento de Polícia de Seattle.

As forças de segurança de Seattle responderam à ocorrência de sábado, mas quando chegaram ao local as vítimas já haviam sido transportadas por particulares. A polícia de Seattle publicou um comunicado afirmando que os oficiais foram bloqueados por uma "multidão violenta" enquanto tentavam chegar até as vítimas.

O departamento também divulgou um vídeo das câmeras portáteis usadas pelos policiais que atenderam à ocorrência, mostrando que os manifestantes impediram o acesso dos oficiais ao local. "Por favor, afaste-se do caminho para que possamos chegar à vítima. Tudo o que estamos tentando fazer é chegar à vítima e fornecer ajuda", diz um dos policiais no vídeo. "Você não pertence a este lugar, eles já foram, a vítima já foi", retruca um manifestante.

Uma investigação sobre o tiroteio está em andamento, mas nenhuma prisão foi feita. Sobre o incidente deste domingo, nenhum detalhe foi divulgado. A vítima foi transportada a um hospital em um carro privado, embora os bombeiros tenham chegado ao local dois minutos após serem acionados. Segundo o jornal Seattle Times, apesar do ferimento grave, o adolescente foi tratado e liberado sem ser internado.

Manifestantes estão ocupando uma área de seis quadras da cidade há mais de duas semanas, forçando a polícia a deixar uma delegacia da região. Eles estavam chamando o local de "zona autônoma de Capitol Hill" (Chaz, na sigla em inglês), mas recentemente passaram a identificá-la como "Chop" (Protesto Organizado de Capitol Hill).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]