Centenas de cambojanos continuavam em busca dos seus familiares depois do tumulto em uma ponte na segunda-feira. Muitos não tinham informação a respeito do estado de saúde deles. Os últimos números apontam para, pelo menos, 378 mortos e 755 feridos.

O porta-voz do governo do Camboja, Phay Siphan, destacou que a quantidade de vítimas poderia aumentar nas próximas horas. Ele também lamentou que a polícia não tenha reagido com a rapidez necessária para evitar o acidente. A tragédia ocorreu durante os festejos do Festi­­val da Água, que marca o fim da estação das chuvas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]