i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Massacre

Suposto atirador do Colorado seria fã do Unabomber

Kaczynski é um assassino em série que matou três pessoas e feriu mais de 20, enviando cartas-bomba caseiras entre 1978 e 1995, quando foi finalmente detido

  • PorAgência O Globo
  • 24/07/2012 09:07

Ex-colegas de faculdade de James Holmes, suspeito de matar 12 pessoas e ferir outras 59 durante a pré-estreia do filme Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge, na cidade de Aurora, no Colorado, contaram ao tabloide "Daily Star" que o estudante de 24 anos idolatrava o terrorista Ted Kaczynski, também conhecido como Unabomber.

Kaczynski é um assassino em série que matou três pessoas e feriu mais de 20, enviando cartas-bomba caseiras entre 1978 e 1995, quando foi finalmente detido.

Segundo Pete King, que costumava sair para beber com Holmes, o suposto atirador do Colorado falava de Kaczynski como um herói local. No último encontro dos dois, antes do tiroteio em Aurora, Holmes teria inclusive mencionado algumas vezes o nome do assassino.

"Eu sabia que James era tímido e introvertido, mas seus olhos brilhavam quando ele falava sobre Ted (Kaczynski). Ele o chamava de "gênio incompreendido", disse King.

Preso há 15 anos, Kaczynski - um matemático formado pela Universidade de Havard - foi, por um longo tempo, um dos criminosos mais procurados dos Estados Unidos e se declarou culpado, em 1998, de 16 atentados a bomba em que três pessoas foram mortas. Ele cumpre pena de prisão perpétua em uma penitenciária federal em Denver, não muito longe de Aurora, onde Holmes teria atirado contra espectadores de um cinema na última sexta-feira.

Armadilha na casa de atirador tinha 30 granadas

Em entrevista à CNN, um oficial de justiça que viu imagens do apartamento de Holmes disse que a sofisticada armadilha de explosivos montada pelo suposto atirador contém 30 granadas de fabricação caseira e 10 galões de gasolina. O objetivo seria ferir - ou até mesmo matar - qualquer um que tentasse entrar na resistência.

"Eu imagino o fogo, você teria uma explosão que poria abaixo a parede de apartamentos próximos", disse o oficial. "As chamas poderiam ter consumido todo o terceiro andar."

As granadas estariam presas a uma caixa de controle na cozinha, que especialistas em explosivos conseguiram desativar com a ajuda de robôs.

Na segunda-feira, James Holmes compareceu à primeira audiência sobre as mortes no cinema de Aurora. De olhos ora arregalados, ora quase fechados, Holmes e seu comportamento contribuíram para mistério sobre a motivação do crime e o seu estado mental, os dois aspectos que devem se tornar pontos-chave em um julgamento que pode terminar em pena de morte para o ex-estudante de um programa de doutorado em Neurociência.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.