Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Teerã - O Irã rechaçou ontem as revelações do site WikiLeaks sobre seu suposto papel no vizinho Iraque, qualificando-as como "suspeitas" e "diabólicas". O porta-voz da chancelaria Ramin Meh­­man­­parast disse que as informações do site tinham motivações políticas.

"Há sérias dúvidas sobre as intenções e objetivos das revelações", afirmou o porta-voz. "Há intenções suspeitas."

Mehmanparast disse que "as afirmações e acusações são inaceitáveis. Esta é uma iniciativa diabólica". Segundo ele, Teerã enfrentará essas "imoralidades". Não foi especificada, porém, qual será a reação do país.

Documentos divulgados pelo WikiLeaks na semana passada detalham o suposto papel do Irã ao equipar e treinar milícias xiitas no Iraque, onde Teerã tem procurado impor sua influência política.

O Irã nega as acusações e afirma buscar apenas a paz e a estabilidade no Iraque.

Os documentos também afirmam que três norte-americanos detidos no Irã em julho de 2009 por suposta entrada ilegal estavam na parte iraquiana da fronteira no momento da captura.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]