i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
chuvas

Tempestades e enchentes matam 19 na França; há 7 desaparecidos

Mais de 350 milímetros de chuva caíram em poucas horas sobre o departamento de Var, na pior tempestade a atingir o sul da França desde 1827

  • Porreuters
  • 16/06/2010 14:06
Inundação causa danos em ruas do sudeste da França. Chuvas causaram a morte de 19 pessoas. Sete ainda estão desaparecidas | REUTERS/Sebastien Nogier
Inundação causa danos em ruas do sudeste da França. Chuvas causaram a morte de 19 pessoas. Sete ainda estão desaparecidas| Foto: REUTERS/Sebastien Nogier
  • Estragos causados pela chuva na França. Já são 19 mortos

Inundações relâmpago causadas por chuvas torrenciais mataram 19 pessoas e deixaram sete desaparecidos perto da costa da França no Mar Mediterrâneo, disseram autoridades locais nesta quarta-feira.

Mais de 350 milímetros de chuva caíram em poucas horas sobre o departamento de Var, na pior tempestade a atingir o sul da França desde 1827. O sub-prefeito da região disse que 19 pessoas morreram e outras sete estavam desaparecidas.

"Draguignan foi a cidade mais atingida, com centenas de veículos sendo arrastados e diversos bairros submersos", disse o prefeito de Var, Hugues Parant.

Mais de mil pessoas buscaram abrigo em escolas e em outros prédios depois que suas casas ficaram inundadas. Helicópteros realizaram mais de 450 operações de resgate e cerca de 100 mil casas ficaram sem eletricidade.

O ministro do Interior, Brice Hortefeux, afirmou que temia que o número de mortos poderia aumentar.

Fotos divulgadas na televisão mostravam várias pessoas ilhadas em um terraço elevado de um acampamento de férias, com o terreno e construções mais baixas submersas em águas turvas.

Moradores locais disseram que as pessoas ficaram surpresas com a velocidade com que a água subiu, transformando as ruas em córregos e arrastando carros como se fossem brinquedos.

"Foi dramático", disse o prefeito de Draguignan, Max Piselli. "A cidade está em um estado terrível, com rochas, pedras, lama e carros bloqueando as ruas."

O aeroporto em Toulon, que teve de ser fechado na noite de terça-feira porque as pistas ficaram inundadas, reabriu na manhã desta quarta-feira. Serviços de trem ao longo da costa devem retomar as atividades normalmente na quinta-feira, disseram autoridades do sistema ferroviário.

A Meteo France previu mais tempestades nesta noite.

Em fevereiro, uma grande tempestade e o aumento repentino do nível do mar deixaram 53 mortos no sudoeste da França.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.