| EZEQUIEL BECERRA/AFP
| Foto: EZEQUIEL BECERRA/AFP

Oito pessoas morreram na passagem do furacão Otto pelo Panamá, embora apenas três tenham falecido diretamente por causa do fenômeno, informaram autoridades nesta quinta-feira.

Até o momento, o governo panamenho reconhece como vítimas do furacão Otto um casal e uma criança. Outras cinco pessoas faleceram em diferentes ações dentro do país” nos últimos dias. Na avaliação das autoridades, essas cinco vítimas morreram por negligência, condutas temerária ou por não seguir as recomendações de alerta.

O casal foi surpreendido em Burunga, província de Panamá Oeste (vizinha à capital), por um deslizamento de terra enquanto dormia, e o menino de 9 anos morreu na queda de uma árvore sobre o veículo em que estava nos arredores de seu colégio.

Agora, as equipes de resgate concentram seus esforços em encontrar três pessoas desaparecidas após o naufrágio de uma embarcação e outra, que teria sido surpreendida por um deslizamento enquanto dormia em casa.

Segundo Donderis, o caso dos três navegadores, que viajavam com outros três que foram resgatados com vida, está “sob investigação” para saber se o naufrágio “obedece a condições climáticas ou oceanográficas nas costas de Colón (Caribe) ou foi uma falha técnica”, disse.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]