Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Donald Trump, presidente dos EUA, ameaça acordo comercial na América do Norte
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cancelou ataque ao Irã minutos antes da ação| Foto: Saul Loeb/AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse em seu Twitter nesta sexta-feira (21) que novas sanções foram aplicadas em retaliação a derrubada de um drone americano por forças iranianas na madrugada da última segunda-feira.

Trump afimou que as sanções impostas ao Irã pela sua gestão fizeram do país no Oriente Médio uma nação "muito mais fraca do que no início da minha Presidência".

Trump cancela ataque ao Irã

De acordo com Trump, na madrugada desta sexta, o Estado Maior estava pronto para retaliar o Irã em um ataque a três diferentes locais do país. Porém, segundo o presidente norte-americano, ele questionou quantas pessoas seriam mortas e obteve a resposta de um general de que seriam 150 vítimas.

"Dez minutos antes do ataque, resolvi pará-lo porque não seria uma resposta proporcional à neutralização do nosso drone, que não era tripulado", afirmou Trump.

Por fim, o presidente republicano ainda disse que, ao invés de atacar militarmente, preferiu aumentar as sanções contra o país na noite de quinta-feira (20). No entanto, não deu detalhes sobre quais seriam as novas sanções.

Segundo o jornal The New York Times, Trump teria aprovado ataques militares contra o Irã em retaliação pela derrubada do drone, mas desistiu de lançá-los no fim da noite de quinta (20).

"Autoridades militares e diplomáticas esperavam pelo ataque e estavam fazendo os planejamentos após intensas discussões e debates na Casa Branca entre as principais autoridades nacionais de segurança e líderes do Congresso, segundo altos funcionários do governo envolvidos ou informados sobre as deliberações", afirmou o The New York Times

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]