Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Uruguai pediu nesta terça-feira na Assembléia Geral da ONU uma reforma do Conselho de Segurança para que haja uma ampliação do número de seus membros permanentes, passando a incluir o Brasil, além de Índia, Alemanha e Japão.

O chanceler uruguaio Reinaldo Gargano afirmou em seu discurso que seu país é favorável a uma reforma de seu órgão executivo "sobre a base do consenso".

"O Uruguai apóia uma integração do Brasil como membro permanente, assim como a de Índia, Alemanha e Japão, e o aumento do número de membros permanentes", disse Gargano.

O Conselho de Segurança tem atualmente 15 membros, cinco deles com direito a veto (Estados Unidos, China, Rússia, Grã-Bretanha e França) e dez não permanentes que cumprem mandatos de dois anos.

Numa crítica implícita aos EUA e à guerra do Iraque, Gargano pediu o "fortalecimento de mecanismos contra o desencadeamento de guerras preventivas, a prática do intervencionismo e a materialização de ações unilaterais levadas adiante sem se levar em conta a opinião da comunidade internacional".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]