i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Menor propensão

Vacina antigripe em grávidas protege o bebê, diz estudo

  • PorReuters
  • 17/09/2008 16:05

As vacinas contra gripe administradas em grávidas a mais de um mês do parto protegem os bebês contra a doença durante os seis primeiros meses de vida, segundo pesquisadores.

"Imunize e mãe e você protegerá o bebê", disse por telefone o pediatra Mark Steinhoff, da Escola de Saúde Pública Bloomberg da Universidade Johns Hopkins.

As vacinas não são autorizadas para menores de seis meses, justamente a faixa etária que mais sofre hospitalizações por causa de gripes.

Em teste com 340 grávidas em Bangladesh, as vacinas reduziam o risco de gripe em 63 por cento e o risco de doenças respiratórias como um todo em 29 por cento. No grupo das mães vacinadas, houve 6 bebês com gripe; no grupo das mães que receberam uma outra vacina, houve 16 casos.

Também nas mães vacinadas a propensão a febres e doenças respiratórias caiu 36 por cento.

Steinhoff disse que há anos os médicos sabem que a imunização da grávida pode ser transferida ao bebê, e não havia por que duvidar que fosse assim com a vacina da gripe. "Sempre imaginamos que fosse assim, mas ninguém havia feito o estudo antes."

Desde 1997 as autoridades dos EUA recomendam que grávidas se vacinem contra a gripe, conselho que em geral as mulheres ignoram, segundo o médico. O novo estudo, publicado na revista New England Journal of Medicine, pode mudar isso. "Pode convencer mais mães a dizerem: 'Ei, isso realmente me ajuda e ajuda o bebê", disse ele.

Só 15 por cento das grávidas recebem a vacina a cada ano nos EUA.

As grávidas de Bangladesh que participaram do estudo receberam a vacina no terceiro trimestre de gestação, porque em 2004 e 2005, a época do estudo, essa era a recomendação. Atualmente, aconselha-se a vacina às grávidas durante a temporada de gripe, embora ela possa levar um mês para desenvolver a proteção no bebê.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.