Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Muçulmanos xiitas participam em diversos países dos rituais de celebração da Ashura, o décimo dia do mês sagrado de Muharram, no qual devotos lembram a morte do imã Hussein, neto de Maomé, por exércitos do califa sunita Yazid, há mais de 1.400 anos.

Um dos rituais mais característicos é a autoflagelação com correntes, lâminas e espadas, comum entre homens e crianças.

O evento, que reúne xiitas, costuma ser alvo de ataques de milícias radicais sunitas. Neste ano, em Bangladesh, um atentado com três bombas caseiras deixou ao menos um morto e mais de cem feridos.

No Paquistão, os serviços de telefonia celular e internet foram interrompidos em todas as grandes cidades depois de dois atentados ligados às celebrações.

Um homem-bomba atingiu nesta sexta-feira (23) uma procissão xiita na cidade de Jacobabad, no sul do país. Na quinta-feira (22), um outro homem-bomba atacou uma mesquita no sudoeste. Segundo polícia, 35 pessoas morreram nos dois ataques.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]