i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
E ainda: regras de delações

3 notícias do Brasil que você, provavelmente, não viu devido à tragédia no Líbano

  • 05/08/2020 07:00
Helicóptero tenta conter fogo após explosão em Beirute, no dia 4 de agosto de 2020.
Helicóptero tenta conter fogo após explosão em Beirute, no dia 4 de agosto de 2020.| Foto: AFP

Para começar esse resumo de notícias. A explosão no porto de Beirute, no Líbano, dominou o noticiário nesta terça-feira (4). A Gazeta do Povo preparou um resumo com tudo o que você precisa saber sobre o desastre. Mas além desse acontecimento trágico, por aqui, no Brasil, outras notícias merecem sua atenção. Confira três destaques e, mais abaixo, outras informações relevantes em tempos de pandemia e crise:

Lula versus Moro. A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) excluiu a delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci de um processo da Lava Jato de Curitiba, em que ex-presidente Lula (PT) é acusado de receber como propina o imóvel do Instituto Lula e um apartamento em São Bernardo do Campo (SP). O ex-juiz Sergio Moro havia incluído a delação aos autos, mas o colegiado considerou a inclusão ilegal. Entenda a decisão do STF que sugere quebra de imparcialidade de Moro e beneficia Lula.

MP do FGTS caducou. A Câmara dos Deputados optou por não votar o novo texto da medida provisória que autorizava o saque emergencial de R$ 1.045 do FGTS. Já havia até um calendário de pagamentos, mas o crédito ainda não estava acessível para todos os trabalhadores. A editora Fernanda Trisotto traz detalhes sobre como fica a situação de quem ainda não sacou o dinheiro do FGTS agora que a MP caducou.

Meta ambiental. Um documento revelou que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pediu para desconsiderar o objetivo - previsto no Plano Plurianual (PPA) - de diminuir o desmatamento e os incêndios ilegais em 90% até 2023. Após a divulgação, o ministrou garantiu que a mudança no PPA não altera a meta de zerar o desmatamento ilegal na Amazônia até 2030, conforme firmado no Acordo de Paris. Salles também assinou um convênio com o BNDES para liberar R$ 350 milhões do Fundo Clima para financiamentos de empresas.

Utilidade pública

Atualização. O Brasil registrou 51.603 casos e 1.154 óbitos por coronavírus em 24 horas, segundo o último boletim do Ministério da Saúde. O país ultrapassou 2,8 milhões de infectados e soma 95.819 mortos pela doença. São 1.970.767 recuperados. Já o Paraná teve uma disparada de óbitos similar ao pico da pandemia na Bahia; entenda na reportagem de Roger Pereira. Prefeito de Curitiba, Rafael Greca pensa que a capital atingiu o pico da Covid em julho; leia no texto de Célio Yano.

Indenização e ozônio. O presidente Jair Bolsonaro vetou o projeto de lei que prevê indenização a profissionais da saúde incapacitados em razão da Covid-19. Já o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni (MDB), afirmou que disponibilizaria uma terapia de aplicação de ozônio via retal em pacientes com coronavírus. A técnica de ozonioterapia não tem comprovação de eficácia e segurança para doenças. Amanda Milléo traz detalhes sobre o que é ozonioterapia e quais os riscos essa técnica experimental oferece.

Mutação e vacina. Uma mudança no código genético do novo coronavírus pode ter tornado a doença mais vulnerável a uma vacina. A descoberta pode ser a chave para que as imunizações em desenvolvimento consigam estimular no organismo a criação de anticorpos neutralizantes contra a doença. Helen Mendes apresenta detalhes sobre a boa notícia.

Minuto coronavírus

Política e economia

Regras de delações premiadas. “Líder da ofensiva” contra a operação Lava Jato, o procurador-geral da República, Augusto Aras, sugeriu ao STF alterar as regras que permitem à Polícia Federal negociar acordos de colaboração premiada; saiba mais sobre a sugestão de Aras, que é vista com desconfiança por procuradores, no texto de Kelli Kadanus, correspondente em Brasília.

Nova CPMF. Para aceitar um novo imposto sobre pagamentos, semelhante à antiga CPMF, o presidente Jair Bolsonaro fez uma exigência ao ministro da Economia, Paulo Guedes: reduzir ou extinguir outros tributos. Seria uma maneira de não elevar a carga tributária geral?  Giulia Fontes apresenta as incertezas que rondam a criação da “nova CPMF”.  Em paralelo, a Confederação Nacional dos Serviços (CNS) fez outra proposta que aumenta a alíquota sugerida pela equipe econômica; entenda na reportagem de Fernanda Trisotto.

Nova lei do gás. Após a sanção da Nova Lei do Saneamento, em julho, o governo busca agora aprovar no Congresso o novo marco legal para o mercado de gás natural. De Brasília, Jéssica Sant’Ana explica como a nova lei mudaria o regime de exploração do gás natural e poderia trazer preços menores ao consumidor. A proposta faz parte de uma série de marcos legais que o governo quer aprovar para destravar investimentos.

Giro pelo mundo. No momento da explosão em Beirute (veja fotos e vídeo), militares da Marinha do Brasil estavam em uma missão na região, mas não foram feridos. Além das notícias da tragédia, no resto do mundo, a Alemanha enfrenta uma segunda onda de coronavírus, mas com taxas mais brandas de contaminados. Nas Américas, o Furacão Isaías causou inundações no estado da Carolina do Norte (EUA) e a Argentina fechou um acordo com credores para reestruturar a dívida.

O que mais você precisa saber hoje

Podcast 15 Minutos

Colunas e artigos

Vozes na Gazeta.  Em sua nova crônica, o escritor e jornalista Paulo Polzonoff cria um cenário em que um ministro do STF censura perfis de antibolsonaristas. Já Renan Santos mostra um “estudo” que comprova: radicais de direita e esquerda são a mesma coisa. Mudando de assunto, o economista Pedro Menezes explica como a reforma tributária pode unir liberais e desenvolvimentistas. E o colunista de política internacional Filipe Figueiredo apresenta os cálculos frios por trás da bomba de Hiroshima.

Debates pandêmicos. Em sua nova coluna, a jornalista Madeleine Lacsko propõe uma reflexão: Como medir se o ensino à distância na pandemia está funcionando? Diretor de marketing da Access, Marcelo Carreira revela um “novo normal”: a crescente procura por serviços de guarda de documentos e digitalização. E agora que tal dar um tempo para a cabeça de tantas notícias pandêmicas?  Adriano Ribeiro mostra como jogar o Cartola FC 2020 e revela a valorização dos jogadores na 1ª rodada.

Nossa visão

Inversão de valores. Há anos, semanalmente a população é bombardeada com denúncias e descobertas de fraudes, desvios, subornos e todo tipo de crime de corrupção, causando perplexidade geral e descrença na política e nos políticos. É nesse cenário que circularam e circulam acusações à Lava Jato, promotores e juízes. Tema para editorial da Gazeta do Povo: A luta contra a corrupção e a inversão de valores.

O combate à corrupção, a eficiência do sistema judiciário e o fim da cultura da impunidade são necessários para civilizar o Brasil, ajudar a economia crescer, promover o desenvolvimento social, pôr fim à pobreza e contribuir com a paz e a segurança. O Brasil tem um imenso desafio de melhorar a qualidade de suas instituições e conquistar a confiança da população em sua eficácia.

Para inspirar

“Robô humano” no hospital. Repórter da Equipe Sempre Família, Lucian Haro descobriu um atendimento humano e ao mesmo tempo robotizado em um hospital público de Curitiba. Com 1,5 m de altura e tecnologia 100% brasileira, Robios é o novo integrante da equipe de humanização do Hospital Universitário Cajuru. Veja como o amigo-robô conecta pacientes e familiares enquanto as visitas hospitalares estão suspensas para conter o avanço da Covid-19.

Tenha uma ótima quarta-feira!

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.