i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
E ainda: Marco Aurélio bate-boca com Fux

O perfil e as compras de supermercado com verba pública do senador flagrado com dinheiro na cueca

  • 16/10/2020 07:00
Chico Rodrigues - Senado
Chico Rodrigues, ao fundo, com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, à frente: acusado pela PF por envolvimento em esquema criminoso.| Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Para começar esse resumo de notícias. Flagrado com dinheiro escondido entre as nádegas durante operação de busca e apreensão realizada pela Polícia Federal em Boa Vista (RR), na quarta-feira (14), o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) foi afastado do cargo pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF). A PF explicou como suspeitou do dinheiro na cueca do senador, onde havia quase R$ 30 mil.

Autorizada por Barroso, a operação Desvid-19 apura desvios de recursos de emendas parlamentares para ações de combate à Covid-19. Mas o “currículo” do senador tem outras suspeitas. Apuração do jornalista Wilson Lima, de Brasília, mostra que o parlamentar usou  verba pública para “fazer supermercado”; confira a lista de compra e as notas apresentadas por Chico Rodrigues, que incluem palito de dente, papel higiênico, rosca de coco, manteiga, café, ketchup e açúcar. Além disso, segundo a PF, Chico atuou para fraudar licitações públicas.

[Ex-]amigo. O caso aconteceu no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro disse que daria uma “voadora no pescoço” de membros do governo que se envolverem em corrupção. Até então, Chico Rodrigues era vice-líder do governo no Senado, e foi removido pelo presidente da função. O parlamentar é um velho conhecido de Bolsonaro, a quem já se referiu como “quase uma união estável”. De Brasília, o correspondente Rodolfo Costa conta a trajetória de Chico Rodrigues, da amizade com Bolsonaro ao dinheiro na cueca.

Utilidade pública

Atualização. O Brasil registrou 713 mortes por coronavírus e 28.523 novos casos em 24 horas, segundo o último boletim do Ministério da Saúde. No total, são 5.169.386 diagnósticos, 152.460 óbitos e 4.599.446 recuperados. No Paraná, apesar da nova desativação de UTIs-Covid em Curitiba, a quinta-feira registrou o maior número de mortes causadas pela doença em outubro; saiba mais.

Mobilidade. Com a redução de casos no Brasil, a Ponte da Amizade foi reaberta em Foz do Iguaçu (PR), na fronteira com o Paraguai. A ponte estava fechada desde março. O jornalista Anderson Gonçalves traz mais detalhes sobre a reabertura, que inclui pedido da prefeitura de Foz para novas UTIs exclusivas para Covid. Também sobre mobilidade, em reportagem, Mariana Ceccon revela que a pandemia destaca uma urgência: a revisão do modelo de transporte público brasileiro.

Política e economia

Bate-boca no STF. O plenário do Supremo Tribunal Federal aprovou por 9 votos a 1 a decisão do presidente do STF, Luiz Fux, que derrubou uma liminar de Marco Aurélio - que mandou soltar o traficante André do Rap, líder do PCC agora foragido. Na quarta-feira (14), o plenário formou maioria, mas nesta quinta Marco Aurélio acusou Fux de autoritarismo. Outros colegas também criticaram Fux pela forma como derrubou a limitar, estremecendo a relação entre Fux e ministros “garantistas”. Por falar no caso, o advogado do traficante disse que “plano de fuga é um folclore”.

Crise fiscal e impostos. A preocupação dos investidores com um possível afrouxamento da austeridade fiscal do governo para criar um novo programa social no lugar do Bolsa Família tem afetado a gestão da dívida pública. A correspondente Jéssica Sant’Ana explica como a situação pode colocar o país à beira de uma crise fiscal. Uma solução parece essencial para criar segurança jurídica aos investidores, algo também essencial neste momento de debate de reforma tributária. Por falar nisso, pela primeira vez, o ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu que pode desistir da “nova CPMF”, imposto sobre transações digitais.

Giro pelo mundo. Novos capítulos na “novela” das eleições presidenciais norte-americanas. Após o cancelamento do segundo debate, Donald Trump e Joe Biden disputam a audiência na TV em conversas com eleitores. Vale ainda entender a nova denúncia contra Biden, que teve e-mails comprometedores divulgados sobre relações com uma empresa ucraniana de energia. Na Europa, o negociador do Reino Unido para o Brexit afirmou que está "decepcionado" com a União Europeia, sobre as negociações bilaterais de saída do país do bloco econômico.

O que mais você precisa saber hoje

Artigos e colunas

Para o fim de semana. Temos novas recomendações de leituras e podcasts para seu fim de semana. Agende-se para ouvir o podcast Quarentena Cult sobre o filme “Primer” e os melhores filmes de viagem no tempo da história. O escritor e jornalista Paulo Polzonoff destaca o ponto mais baixo a que um homem pode chegar: o dinheiro entre as nádegas. Já o professor Francisco Razzo dá uma aula sobre a impureza moral da história. O apresentador norte-americano Ben Shapiro explica por que os progressistas odeiam Amy Barrett, juíza indicada por Trump à Suprema Corte.

Nossa visão

Editorial. A letargia do Congresso neste fim de 2020 também tem outros motivos: disputas internas de poder que podem inviabilizar ou atrasar projetos que são urgentes para o país, como o próprio Orçamento da União. Tema para nosso novo editorial: Disputas internas paralisam o Congresso e prejudicam o país.

O pano de fundo da queda de braço é a disputa pela presidência da Câmara, no início do ano que vem, e há quem tema que o relator, dado o curto espaço de tempo que os congressistas terão para discutir o orçamento, ganhe importância suficiente para usar o cargo como peça de barganha eleitoral, para si ou para o grupo a que pertence. A chave seriam as “emendas de relator”, que já estiveram no centro de uma disputa de R$ 30 bilhões entre o Congresso e o presidente Jair Bolsonaro no início deste ano.

Para inspirar

Fim de semana sem raiva. O fim de semana chega, mas você tem raiva por que a pandemia não permite sair de casa? Ou frequentemente sente incômodo com atitudes de amigos, familiares? A forma como se lida com a raiva é que pode ser um problema. Mas calma, a repórter Rossana Bittencourt escreveu uma reportagem para ajudar a lidar com a raiva para que esse sentimento não domine você.

Aproveite o fim de semana para colocar suas leituras da Gazeta do Povo em dia e tenha um ótimo fim de semana!

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 3 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • O

    orazio martini

    ± 1 minutos

     Jornalismo da DESINFORMAÇÃO campeia na MIDIA TUPINIQUIM. Desde quando PARLAMENTARES são membros do Governo?! Aprendi na escola primária que os PODERES da República PRESIDENCIALISTA são o EXECUTIVO, o LEGISLATIVO e o JUDICIÁRIO – independentes e harmônicos entre si. Escolas de Jornalismo ensinam nova narrativa?! LAMENTÁVEL – mesmo porque votamos em INDIVÍDUOS, sequer em partidos, só para começar a bagunça eleitoral. E EXECUTIVO não pode dispensar apoios influentes no LEGISLATIVO, quando simplesmente não COMPRA legisladores (MENSALÃO) permitindo APROVAÇÃO de todas as propostas do então EXECUTIVO petista. MISTIFICAÇÃO não é INFORMAÇÃO.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 42 minutos

    O "nadegudo" tinha "UNIÃO ESTÁVEL" com o presidente?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 1 horas

    Era um ótimo vice-líder deste governo. Representa bem o Congresso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]