Marcelo Queiroga, novo ministro da Saúde, e o atual titular, Eduardo Pazuello.
Marcelo Queiroga, novo ministro da Saúde, e o atual titular, Eduardo Pazuello.| Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Para começar este resumo de notícias. Em seu primeiro pronunciamento após ser anunciado como ministro da Saúde, o médico Marcelo Queiroga defendeu a “união da nação” no enfrentamento à pandemia da Covid-19, pediu que a população use máscaras e disse que o Sistema Único de Saúde (SUS) é a “grande arma” para enfrentar os problemas da saúde pública nacional. Ao lado de Eduardo Pazuello, ele irá para o Rio de Janeiro nesta quarta-feira (17) para fazer o encaminhamento das primeiras doses de vacina produzidas pela Fiocruz. Antes, Queiroga disse a jornalistas que “o ministro da Saúde executa a política do governo” e que “não pode ser política do governo fazer lockdown”.

Novo recorde. Marcelo Queiroga assume em um momento crítico da pandemia. Nesta terça-feira (16), o Brasil voltou a registrar recorde no número de mortes por Covid-19. Foram 2.841 óbitos, chegando a 282.127 desde o início da pandemia. Ainda segundo o boletim do Ministério da Saúde, foram registrados 83.926 novos casos, totalizando 1.116.867 registros.

Desafios. Garantir a vacinação em massa é o principal desafio do novo ministro. Mas existem outros, como dar suporte para que estados e municípios promovam o atendimento às vítimas do coronavírus. Confira.

Utilidade pública  

Geração de empregos. Mesmo com a pandemia, janeiro de 2021 registrou o melhor resultado em geração de empregos para o primeiro mês do ano desde que teve início a série histórica, em 1992. Segundo os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o Brasil gerou 260.353 empregos com carteira assinada no mês, resultado da diferença entre 1.527.083 admissões e 1.266.730 demissões. Jéssica Sant’Ana explica o que contribuiu para esse registro recorde.

Vacinação suspensa. Itália e França informaram que voltarão a imunizar suas populações com a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 caso haja um julgamento favorável da Agência Reguladora de Medicamentos da União Europeia (EMA). Vários países da União Europeia suspenderam o uso do imunizante por suspeitas de que ele estaria causando coágulos sanguíneos nos pacientes. A EMA, por sua vez, se disse “firmemente convencida” de que os benefícios da vacina superam os efeitos colaterais.

Política e economia

Privatizações. Correios, Eletrobras e Empresa Brasil de Comunicação (EBC) passaram a fazer parte do Programa Nacional de Desestatização (PND) do governo federal. A inclusão foi aprovada pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI) e deverá ser oficializada em um decreto presidencial. Jéssica Sant’Ana explica que a previsão do governo é que a privatização da Eletrobras seja concluída até fevereiro de 2022 e a dos Correios até dezembro de 2021. Confira os detalhes do processo.

Eleições 2022. Pesquisas eleitorais mostram que o Nordeste deverá ser o principal foco da campanha de reeleição do presidente Jair Bolsonaro. Wesley Oliveira analisa os números dos últimos levantamentos por região e como eles devem orientar os planos do atual presidente. Uma possível volta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao cenário eleitoral também mexe com os planos de uma candidatura unificada do centro, que agora tendem a se acentuar.

Giro pelo mundo. O presidente da Argentina, Alberto Fernández, escolheu seu novo ministro da Justiça, que dará mais visibilidade à agenda da vice, Cristina Kirchner. Isabella Mayer de Moura explica por quê. Kim Yo-jong, irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, criticou exercícios militares na Coreia do Sul e mandou um recado aos Estados Unidos. Em Israel, um manuscrito bíblico de 2 mil anos foi descoberto no deserto da Judeia e, em Moçambique, crianças estão sendo decapitadas por extremistas do Estado Islâmico.

O que mais você precisa saber hoje

Punição. Prioridade do governo no Congresso: o que propõem os projetos que miram crimes sexuais

Negócios. Investimento privado começou 2021 em alta. O que se espera para o ano

Entregas. Em crise por causa da pandemia, restaurantes viram reféns de aplicativos

Ministro da Economia. Lava Jato não foi uma ficção, diz Guedes ao citar bilhões devolvidos

Colunas e artigos

Falando de política. Você conhece o canal “Te Atualizei”, no YouTube? Ele é comandado por Bárbara, uma dona de casa conservadora que conquistou mais de um milhão de seguidores falando de política. Cristina Graeml conversou com ela sobre vários temas do Brasil atual. Quem também fala de política é Madeleine Lacsko, que desvenda algumas das regalias do Ministério Público.

Nossa visão  

Lava Jato. Uma das páginas mais tristes da história do país está terminando de ser escrita, sob o olhar, de um lado, atônito e perplexo de alguns e, de outro, desatento de uma multidão de espectadores. Imensamente triste porque é a refação, é o apagar e reescrever, de uma página de especial beleza, portadora de uma história de coragem e talento que empolgou e deu esperanças à quase totalidade dos brasileiros. Referimo-nos, obviamente, à história da Operação Lava Jato. Tema para o nosso novo editorial: A verdade sobre a Lava Jato.

Princípios básicos do direito e garantias constitucionais estão sendo ignorados para que o trabalho da Lava Jato seja posto a perder e seus protagonistas sejam transformados nos vilões da história. Um movimento que foi iniciado com narrativas vitimistas, com avaliações desequilibradas, com confusões sutilmente implantadas no seio da opinião pública pelos detratores da operação, e que recorreu até mesmo ao crime puro e simples, como na invasão de celulares das autoridades que conduziram a Lava Jato.

Para inspirar

Empreender na crise. A pandemia do coronavírus obrigou muitas pessoas a se reinventarem para conseguir manter as contas em dia. Para ajudar essas pessoas, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias está promovendo um evento para ensinar membros e não membros a empreender em tempos de crise. Conheça a iniciativa. Tenha um ótimo dia!

11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]