i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Bom dia

O fim da polêmica sobre “privatizar” o SUS. E uma liberação importante para produção de vacina

  • 29/10/2020 06:00
CoronaVac foi o estopim da disputa entre Doria e Bolsonaro e de projetos no Congresso
CoronaVac foi o estopim da disputa entre Doria e Bolsonaro e de projetos no Congresso| Foto: Divulgação

Para começar esse resumo de notícias. O governo federal publicou um decreto na terça-feira (27) que permitia ao Ministério da Economia realizar estudos para inclusão de unidades básicas do Sistema Único de Saúde (SUS) dentro do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência. O ato, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, foi interpretado como o pontapé inicial de uma tentativa de privatização do SUS. Diante da polêmica, Bolsonaro decidiu revogar o decreto. Clique aqui para ler a reportagem completa.

Coronavírus. Por falar em saúde,a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a importação da matéria-prima necessária para fabricação das primeiras doses da vacina que está sendo desenvolvida pela parceria entre o laboratório chinês Sinovac e o Instituto Butantan.

Utilidade pública

Números. Balanço divulgado na quarta-feira (28) pelo Ministério da Saúde mostra que o Brasil teve 28.629 novos casos da Covid-19 em 24 horas. Agora são 5.468.270 de registros da doença desde o começo da pandemia no país. Foram registradas 510 novas mortes, totalizando 158.456 óbitos. Do total de infectados, 4.934.548 pessoas (90,2%) se recuperaram da doença.

Alerta. A Europa está em alerta devido à segunda onda da pandemia de Covid-19 no continente. Com o objetivo de conter um novo avanço da doença com a chegada do frio, diversos países estão impondo, novamente, medidas de restrição.

Política, economia e mundo

Partidos dos EUA. A corrida presidencial dos EUA vem despertando o interesse dos políticos brasileiros, com torcidas pró e contra os candidatos Joe Biden (Partido Democrata) e Donald Trump (Partido Republicano), que tenta a reeleição. Mas, em geral, a relação de parlamentares e legendas do Brasil com os partidos norte-americanos termina aí. Com poucas exceções, não existe, de modo geral, uma conexão mais efetiva. Continue a ler a reportagem do correspondente Olavo Soares, direto de Brasília.

Novo recorde. Projeções apontam que os gastos totais nas eleições americanas de 2020 devem estabelecer novo recorde: até novembro, a cifra deve chegar a US$ 11 bilhões. Quando ajustado pela inflação, o número é 50% maior do que os gastos eleitorais de 2016.

O que mais você precisa saber hoje

Nossa visão

Opinião. Nosso editorial é sobre a nova Constituição desejada por Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara. A ideia de uma nova Constituição, ainda que seja legítima e esteja amparada em bons argumentos, não seria oportuna neste momento mesmo que fosse sugerida com a melhor das intenções.

“Apesar de todas as críticas que se possa fazer à carta de 88, substituí-la agora seria um enorme risco – e fazê-lo para amarrar os órgãos de fiscalização e controle seria insensatez ainda maior.”

Colunas e artigos

Veja os temas dos nossos colunistas:

Clique aqui para conferir a opinião de todos os colunistas

Para inspirar

Microvoluntariado. Descrever imagens para pessoas com baixa visão, traduzir relatórios e documentos, desenvolver projetos em ONGs, ajudar no combate às fake news. São muitas as formas de praticar o “microvoluntariado”, ações solidárias que exigem pouco tempo de dedicação e que podem ser feitas à distância. Que tal começar agora? Veja as dicas na reportagem de Lucian Haro.

Tenha um ótimo dia!

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • R

    Repolhinho Bocó

    ± 0 minutos

    Eu não sei porque no Brasil estatizar é sinônimo de propriedade do povo. Não é, é do político corrupto. Por que o brasileiro não adota a parceria público privada? O governo contrata uma empresa terceirizada para gerenciar as unidades de saúde, mas o patrimônio continua do Estado, se a empresa fizer um trabalho porco, perde o contrato. Simples e eficiente.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • N

      Nm

      ± 51 minutos

      Só quem não usa o SUS acha que é um bom sistema. Se alguem aqui defender que o SUS continue como está é porque nunca pisou num posto de saude. O do Bacacheri tem buracos, escrevi buracos no chão a pelo menos 5 anos e os prefeitos de plantão nada fazem. já fiz pelo menos cinco requerimentos para sanarem o problema, nem resposta obtive

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.