i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Giro de opinião

Para viver outros enredos, cinema!

  • PorLhuba Saucedo
  • 27/08/2016 00:01
 | Antony Ruggiero/Free Images
| Foto: Antony Ruggiero/Free Images

Em maior ou menor medida, todos convivemos com um número limitado de pessoas, que tendem a ter biografias mais ou menos semelhantes às nossas. Profissão, amigos, família, educação, posição social, local de nascimento, momento histórico são todos fatores que delimitam um número de enredos de vida a que estamos habituados. Desse modo, nosso horizonte de consciência sobre as mais diversas questões humanas fica restrito à mesmice do que já conhecemos. Muito sofrimento pode surgir disso, de uma imaginação empobrecida. Ampliar o olhar acerca das possibilidades humanas favorece o entendimento da realidade como um todo, da sua própria inclusive. Como fazer isso? Através da literatura e do cinema. João Pereira Coutinho indica quatro filmes que estão em cartaz: Amor e Amizade, adaptação primorosa de Lady Susan, da brilhante escritora Jane Austen; A Corte, de Christian Vincent, que vale pela brilhante atuação de Fabrice Luchini; Rebecca - A Mulher Inesquecível, de Alfred Hitchcock (cópia restaurada), que trata da pressão que os antepassados exercem sobre o destino dos indivíduos; e Francofonia, de Aleksandr Sokurov, que, pelos olhos de um russo, faz uma meditação sobre a civilização ocidental (pelo que pude conferir, apenas a primeiro e o último filme estão em exibição em Curitiba).

Hippongos

Na década de 60, revolução sexual era novidade e parecia uma ideia extremamente libertadora. Vamos dar um crédito às extravagâncias que surgiram nessa época porque, de fato, o Ocidente emergiu das duas Grandes Guerras profundamente abalado em seus valores. Os hippies são o produto típico dessa década, e até hoje há quem alimente a fantasia de abandonar a civilização para viver numa comunidade de paz e amor. Mas não nos enganemos: a carga de romantismo acerca desse ideal de vida é gigantesca. O que acontece de verdade quando um casal resolve desapegar-se do modelo típico de família para viver “o amor” livremente? A Comunidade, último filme do cineasta nórdico Thomas Vinterberg, traz a resposta. Confira aqui a indicação e os comentários de Paulo Cruz.

Malick e a dimensão espiritual do homem

Terrence Malick é um dos cineastas mais sensíveis da atualidade. Retrata os dramas humanos sem cair na banalização dos sentimentos, nem no desespero dos niilistas, e sequer no moralismo dos fariseus. Dionisius Amendola comenta o último filme de Malick, Cavaleiro de Copas, que, como os antecessores A Árvore da Vida e Amor Pleno, recorda-nos que, a despeito de todo o sofrimento desse mundo, há a promessa de vida eterna junto a Deus.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.