i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Editorial

A inflação, a surpresa e o alerta

  • PorGazeta do Povo
  • 09/10/2020 17:46
Preços dos alimentos em alta motivam debates no Congresso
Sacos de arroz em supermercado: item subiu cerca de 40% no acumulado de 2020 até setembro, segundo o IBGE| Foto: Arquivo/Gazeta do Povo

Alimentos e combustíveis foram os responsáveis pela aceleração da inflação em setembro, segundo o IBGE. O índice oficial brasileiro, o IPCA, subiu 0,64% no mês passado, acima até mesmo das projeções mais pessimistas do mercado financeiro. Com isso, a inflação dos últimos meses subiu para 3,14% e o acumulado de 2020, para 1,34% – o centro da meta do Banco Central é de 4%, com tolerância de 1,5 ponto porcentual para cima ou para baixo.

O número pode ter surpreendido – foi a maior inflação mensal registrada este ano e a maior para um mês de setembro desde 2003 –, mas as causas já eram antecipadas desde o choque nos preços do arroz, que levou a opinião pública a buscar as razões para reajustes tão fortes e súbitos. Os maiores aumentos foram de itens com grande demanda externa, e o dólar alto tornou mais interessante a exportação desses produtos, reduzindo a oferta no mercado interno e, consequentemente, elevando os preços. O arroz, por exemplo, continuou pressionado em setembro, subindo 17,98%, enquanto o óleo de soja teve aumento de 27,54%. As carnes subiram menos, 4,53%, mas, devido ao peso de cada item na conta do IPCA, elas foram responsáveis por 0,12 ponto porcentual do índice mensal, contra 0,10 do arroz e 0,06 do óleo de soja. Também a gasolina ajudou a levar o IPCA para cima, subindo 1,95% em setembro – não apenas ela é o item isolado de maior peso no cálculo da inflação, mas sua alta acaba se refletindo também nos preços de vários outros produtos.

Se os investidores sentirem que não há compromisso do governo com o ajuste fiscal e com as reformas, não haverá inflação e juros baixos que resistam

Se em alguns casos os preços subiram pela menor oferta, a demanda maior também explica parte do indicador. O auxílio emergencial pago pelo governo permitiu às famílias manter ao menos parte do seu nível de consumo pré-pandemia. Mas o IBGE também registrou aumentos em itens que haviam sido duramente afetados pelas medidas restritivas e que ensaiam uma recuperação à medida que as restrições vão sendo levantadas gradativamente em várias regiões do país – caso, por exemplo, das passagens aéreas e do vestuário.

O salto da inflação é um choque momentâneo ou é sinal de algum problema mais profundo com a economia brasileira? A leitura dos comunicados e atas do Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, pode servir de orientação. Até o momento, trata-se de questões momentâneas – no máximo, essa alta da inflação pode inviabilizar novas quedas nos juros, mas não seria motivo suficiente para que o Copom invertesse a curva da Selic e voltasse a aumentá-la. O IPCA continua rumando para terminar o ano mais perto do piso que do centro da meta do Banco Central.

Mas a situação pode mudar se o governo continuar flertando com maneiras de burlar ou até mesmo abolir o teto de gastos para acomodar benefícios que vêm garantindo popularidade cada vez maior a Jair Bolsonaro. Os gastos adicionais de 2020, motivados pela necessidade de combater a pandemia nas frentes sanitária e econômica, estão sendo tolerados, e nem haveria como ser diferente; mas a manutenção da confiança depende de o governo retomar o rumo do ajuste em 2021. O truque de bancar o Renda Cidadã com recursos do Fundeb e com o adiamento do pagamento de precatórios não caiu nada bem no mercado, pois significa criar despesas sem cortar outros gastos de mesmo montante. Se os investidores sentirem que não há compromisso do governo com o ajuste fiscal e com as reformas tributária e administrativa, não haverá inflação e juros baixos que resistam.

12 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 12 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • L

    Luizinho Bento da Silva

    ± 2 dias

    São muitos especialistas....parece que estamos no RS!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LSB

    ± 4 dias

    Spread está abrindo nos selicados... nunca vi “gap” tão grande... se BC bobear, vai ficar vendido e ter q correr “atrás da curva”

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Ana Freut

    ± 4 dias

    "Alimentos e combustíveis foram os responsáveis pela aceleração da inflação". Meu deus, será que não existe UM jornal que não tenha viés de esquerda/socialista? Para os editores: inflação é a expansão da base monetária (criação de dinheiro), e portanto o único responsável por tal é quem detém o monopólio da moeda (a saber, o Estado). Aumento de preços é CONSEQUÊNCIA de inflação. Agora uma pergunta, a quem interessa que se confundam esses dois conceitos? Follow the money!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    8 Respostas
    • E

      Emerson Luís

      ± 2 dias

      Freitas: Sim, os preços podem subir mesmo sem expansão da oferta monetária. Mas não ocorre um aumento generalizado e sistêmico dos preços, apenas oscilações em alguns preços.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Maquiavel

      ± 3 dias

      A inflação é um termo da economia frequentemente utilizado para designar o aumento geral dos preços na sociedade. Ela representa o aumento do custo de vida para o consumidor e para as empresas, resultante da elevação do preço dos produtos e da desvalorização da moeda.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • P

      Paulo

      ± 3 dias

      Aumento de preços não é consequencia da inflação. A logica está invertida. A inflação que é consequencia do aumento de preços.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Ana Freut

      ± 4 dias

      "Inflação é um aumento na quantidade de dinheiro e de crédito criado em decorrência desta criação adicional de dinheiro. A principal e mais visível consequência da inflação é a elevação dos preços. Portanto, uma inflação de preços — atenção para o termo correto — é causada unicamente pelo aumento da quantidade de dinheiro na economia."

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Ana Freut

      ± 4 dias

      Convém ao BC dar essa definição (aliás, ela foi convenientemente modificada pelos governos a partir da decada de 80, assim podiam passar a culpa para os "empresários malvadões"). A sua própria pergunta revela o seu grau de ingenuidade: "Se não houver expansão da base monetária, não há inflação?". Não, pois inflação É expansão da base monetária. Como eu disse antes, a elevação dos preços é apenas a CONSEQUÊNCIA da inflação. E sim, existe aumento de preço SEM inflação.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Freitas

      ± 4 dias

      Se não houver expansão da base monetária, não há inflação? rsss Os preços não sobem? rsss

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Freitas

      ± 4 dias

      Causas da inflação A inflação pode ter várias causas, que podem ser agrupadas em: 1.pressões de demanda; 2.pressões de custos; 3.inércia inflacionária; e 4.expectativas de inflação.​

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Freitas

      ± 4 dias

      BANCO CENTRAL DO BRASIL >>> O que é inflação. ​Inflação é o aumento dos preços de bens e serviços. Ela implica diminuição do poder de compra da moeda. A inflação é medida pelos índices de preços. O Brasil tem vários índices de preços. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é o índice utilizado no sistema de metas para a inflação.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    VBSB

    ± 4 dias

    Importar alimentos é uma vergonha!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.