A leptospirose, doença causada pelas más condições da higiene urbana, principalmente o acúmulo de lixo nos esgotos e vias públicas, continua sendo uma ameaça na capital paranaense. No último dia 8, o major da Polícia Militar Luiz Fernando Barbosa, 48 anos, morreu em decorrência de complicações causadas pela doença. Em frente à residência da família, no Xaxim, não há rede de proteção em um dos bueiros da via pública, o que contribui para a presença de ratos, vetores da doença. Causada pelo contato com a bactéria Leptospira interrogans (presente na urina do rato), a enfermidade é mais comum em enchentes, mas pode ser contraída pela ingestão de alimentos contaminados ou feridas na pele. Em 2007, Curitiba registrou 154 casos e 15 mortes. No ano passado, foram 79 ocorrências e 11 mortes. Os números caíram, mas ainda preocupam. A população precisa redobrar os cuidados para prevenir a doença e exigir que as autoridades cumpram a sua parte na limpeza pública.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]