i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Editorial 2

O custo da passagem

  • Por
  • 04/03/2012 21:02

Os usuários do transporte coletivo de Curitiba começam a pagar hoje R$ 2,60 pela passagem, R$ 0,20 abaixo da tarifa técnica de R$ 2,80, que é o custo da operação. Com essa decisão, a prefeitura aumenta o subsídio da tarifa de R$ 0,06 para R$ 0,20. Se por um lado pode ser concluído que tal subsídio vem para o bem dos usuários, que estariam deixando de pagar mais pela passagem, por outro é preciso refletir se esse investimento da administração municipal não deveria ser empregado em um retorno efetivo para o próprio transporte. Se forem levados em conta 22 dias úteis por mês – de segunda a sexta-feira – são cerca de R$ 100 milhões em um ano utilizados no subsídio. Possivelmente, se tal recurso fosse empregado no conforto do usuário, ou mesmo em campanhas para que mais pessoas utilizem o transporte, Curitiba poderia oferecer um serviço melhor para um número maior de usuários, o que teria como consequência a sustentabilidade econômica do sistema. Um dos motivos desse aumento da tarifa técnica é a diminuição no número de passageiros. Um bom administrador deveria pensar a longo prazo e aplicar o dinheiro público para o benefício de toda a população. Da maneira que será feito, toda a população – pois estamos falando de dinheiro advindo de impostos – pagará por uma deficiência.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.