Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • M

    Marcelo Henrique

    ± 6 horas

    Estado não tem que sustentar pessoas. Isto cria dependência e vagabundagem. Temos que dar trabalho para tirar as pessoas da miséria. O dito popular nunca esteve errado: "ao invés de dar o peixe, ensine a pescar". Mas se querem tirar dinheiro pra dar para os novos pobres e miseráveis, tirem dos privilégios dos políticos e judiciário.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Antônio Carlos Portela Leôncio

    ± 7 horas

    Acho que a imprensa como os poderes e a população ,devem na atual situação em que estamos procurar precionar o poder Legislativo a votar as reformas o mais rápido possivel para que o País possa mostrar seriedade principalmente para investidores estrangeiros e aí sim ,debater e solucionar esse problema que não deixa de ser importante.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    BENEDITO APARECIDO TUPONI JUNIOR

    ± 15 horas

    O Brasil não tem dinheiro para isso. É mais um tapa na cara da iniciativa privada, que tem que sustentar a família, sustentar a corrupção, sustentar o populismo, sustentar o Estado e resolver o problema da pobreza e da miséria. Quando o Governo vai cortar na própria carne?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gilberto Flavio Goellner

    ± 16 horas

    Iniciativa imprescindível!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    João Martins Donizete

    ± 16 horas

    Com todo respeito aos pobres e miseráveis na atual circunstâncias do país, com pandemia, crise política e tudo mais porque discutir isso logo agora? Vai parecer populismo puro e que não é diferente do que já foi tentado antes pura e simplesmente para angariar votos. E que guardado as devidas circunstâncias não difere em nada do welfare state. Programa esse lá nos Estados Unidos já mostrou contraproducente.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    João Teixeira Pires

    ± 18 horas

    Importante referência para implementação de programas de transferência de renda e reforma tributária encontra-se no livro DESIGUALDADE, de autoria de Antony Atckinson, de 2015. Com base em dados e fatos, elenca estratégias relevantes para a remoção das desigualdades.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.