Em seu depoimento à PF, Lula profere diversas “pérolas”. Isso é o que acontece quando o sujeito não estuda, tem preguiça de ler, é grosseiro nos modos. O que Lula tem de sobra é a arrogância, vista na desfaçatez de proclamar-se o salvador da pátria, e a incrível capacidade de acreditar nas próprias mentiras.

Luiz F. Mazzarotto

Petistas

Eloy Casagrande (Gazeta, 15/3) está misturando as bolas. Incitar a militância a pegar em armas, ameaçar com assassinato, cuspir nas pessoas e não aceitar quem ousa pensar de outra forma é justamente o modus operandi dos petistas.

Cláudio Slaviero

Japonês da Federal

A condenação de Newton Ishii, o “japonês da Federal”, em nada afeta a PF como instituição. Se for mantida a decisão, o agente será devidamente punido. Sergio Moro e a força tarefa da Lava Jato não têm relação nenhuma com o fato. Mas atenção: os petistas estão desesperados. Farão de tudo para achar “cabelo em ovo”. Todo cuidado é pouco!

Luiz Schuwinski

Beto Richa

Beto Richa, que sempre se diz inocente, agora vai poder se defender. Se inocente, terá o dissabor de constatar que quadrilheiros compõem sua equipe de governo, com a exceção de poucas pessoas. Mas isso não o isenta de responsabilidade, pois foi ele que os escolheu. E vai pagar caro por ter dado ouvidos aos seus lacaios, que, cumprindo ordens suas, encarregaram-se de afastar de sua administração as pessoas de bem!

Harry Carlos Herbert

Movimento Pró-Paraná

Em 2001, um grupo de idealistas, capitaneados por Francisco Cunha Pereira Filho, fundou o Movimento Pró-Paraná. Integram o movimento profissionais de várias áreas, todos com um traço em comum: muito amor pelo Paraná e a vontade de fazer de nosso estado um modelo de ordem e de desenvolvimento. Foram incontáveis as contribuições da instituição para a tomada de decisões importantes para a comunidade paranaense. O presidente, Marcos Domakoski, ressaltou o fato de estarmos atravessando uma gravíssima crise ética com reflexos perniciosos em todos os segmentos da sociedade. Precisamos buscar soluções que respeitem as nossas tradições, pois somos ordeiros, honestos e dedicados ao trabalho.

Clotilde de Lourdes Branco Germiniani

Ceasa

Absurdo: por razão do atraso na abertura do Ceasa, uma quebradeira foi ali promovida. O povo anda com os nervos à flor da pele. O brasileiro não é pacífico e ordeiro, como muitos pensam. As autoridades devem precaver-se porque o povo pode incendiar esse país.

Alcir Carlos Sereni

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]