i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Coluna do leitor

Educação

  • 27/05/2006 18:58

É incrível acreditar no que ouvi dia desses. Em uma reunião de pais e professores, alguns pais declaram-se indignados com o que havia ocorrido na escola de seus filhos. A escola particular, de classe média, em Curitiba, trabalha paralelamente em um projeto que acompanha crianças carentes em seu dia-a-dia e também suas famílias. Em um centro social, as crianças participam do projeto no horário que não estão em aula. No início deste ano, essas crianças, que eu não chamo de carentes, mas sim de merecedoras, escolhidas a dedo, donas de notas escolares maravilhosas, receberam bolsas e foram inseridas no referido colégio. Não quis acreditar no que ouvia, mas eles falavam e diziam-se indignados com esses alunos no mesmo meio escolar que seus filhos. Que cena deplorável! Chegou-se ainda ao extremo de uma mãe mudar sua filha de escola devido à situação... E pensar que são pais que se dizem inteligentes, bem-informados, modernos. Que inteligência? Que modernidade? Só me resta a indignação...

Valdicéia Siqueira da Silva, estudanteCuritiba, PR

Atividade física

Muito já se falou sobre os benefícios da atividade física para as pessoas de um modo geral. Recentemente temos observado, por meio desta atividade, a formação de um processo evangelizador. Está se tornando comum jovens membros de igrejas cristãs criarem grupos de dança, futebol e de atividades esportivas como um todo, visando atrair novos fiéis. Além dessa prática na própria comunidade, esses grupos peregrinam por outras cidades ministrando suas atividades e pregando a palavra bíblica. Apesar de priorizar o lado espiritual, a iniciativa contribui também para o desenvolvimento e o bem-estar físico e mental das pessoas que são beneficiadas por essa prática. Parabéns a esses "atletas de Cristo" que buscam acrescentar algo a vida das pessoas.

Thiago de Oliveira, estudanteCuritiba, PR

Juros

É incrível o que ocorre em nosso país. Enquanto a população entra em pânico com a violência do crime organizado e sofre com a falta crônica de investimentos do governo em áreas fundamentais ao bem-estar dos cidadãos, o mercado financeiro, comodamente instalado em andares acima do mundo dos mortais, como relatou Míriam Leitão (18/5), recebe um mastodôntico volume de juros, praticamente sem questionamento algum. Veja-se que, apenas no primeiro trimestre, o governo pagou de juros mais de 44 bilhões de reais, enquanto que o total do alardeado déficit da Previdência, apontado pelo mesmo mercado como um dos males que levará o país a um estado terminal, atingirá, em todo o ano de 2006, 45 bilhões. O montante de juros pagos é a causa principal da insuficiência de investimentos. E praticamente ninguém questiona a legitimidade desse pagamento, as taxas, os prazos, spreads, critérios de cálculo, origens etc. Parece que o mercado financeiro bloqueou a capacidade de questionamento de autoridades, analistas e imprensa.

José Molteni FilhoCuritiba, PR

Aposentadoria

Com a quebra da paridade e a taxação dos inativos, ninguém mais se aposentará no serviço público antes dos 75 anos de idade. Dentro de mais algum tempo, nossas repartições se transformarão num depósito de velhos que, cansados pelo tempo, não mais terão condições de produzir e prestar um bom serviço à nação. Apesar da "paridade" estar mantida e consagrada no texto constitucional, o governo nega esse direito aos seus aposentados. A Justiça, morosa e leniente, não consegue fazer cumprir a Constituição e restabelecer o direito dessa classe. Os prejuízos se acumulam e o problema vai sendo empurrado com a barriga, é mais um confisco no bolso do cidadão. Esse é o Brasil que nós vivemos, num governo que se dizia ser dos trabalhadores.

Antônio Pereira, contadorLondrina, PR

Celulares

A Anatel está forçando as operadoras a colocarem um bloqueio em todas as prisões do país, com o intuito de "impedir"’ as emissões dos celulares supostamente usados por detentos. Todos nós sabemos que, se o governo e as operadoras quiserem realmente efetuar o controle dos celulares e bloqueá-los, basta somente efetuar uma operação de rastreamento de sinal nas prisões, identificando com isso quantos e quais os números que estão em operação, dentro e fora das prisões, e cortar o sinal diretamente nos sistemas dos aparelhos, a exemplo de quando deixamos de colocar crédito ou pagar as contas pelo uso.

Luimar Lang Curitiba, PR

Placas

Além do superfaturamento das placas de sinalização de pontos turísticos, colocadas recentemente nas ruas de Curitiba a um custo de R$ 9 mil cada, há também os custos de revitalização de obras que a prefeitura vem realizando. A que me chamou a atenção foi a reforma de telhado de um pavilhão localizado no Parque Barigüi, cujo valor anunciado daria para construir uma mansão de luxo. Esperamos que órgãos competentes interceptem esse absurdo.

João Rubens JacyszenCuritiba, PR

Prefeitura responde

À leitora Regina Rodrigues Costa, que criar mais um ponto de semáforo na confluência das ruas Heitor S. França e Ary Camargo comprometeria a fluidez do trânsito na altura da praça Kalil Gebran Kalil, por causa do grande volume de veículos que trafegam na região, principalmente nos horários de pico. Para atravessar com segurança, os pedestres devem seguir as faixas de pedestres sinalizadas no cruzamento;

A João Afonso Germano Filho, que a Diretran vai reforçar a fiscalização na Rua Manoel Ribas para verificar os casos de estacionamento irregular;

A Marco Mattar, que a Diretran vai intensificar a fiscalização no cruzamento da Rua Inácio Lustosa com Cândido de Abreu, nos horários de pico, para disciplinar o tráfego no local e coibir abusos como o avanço de veículos sobre a faixa de pedestres.

Secretaria Municipal da Comunicação Social da Prefeitura de Curitiba

*****

As correspondências devem ser encaminhadas com identificação, endereço e profissão do remetente para a Coluna do Leitor – Gazeta do Povo, Praça Carlos Gomes, 4, CEP 80010-140 – Curitiba, PR. Fax (041) 3321-5472.

E-mail leitor@gazetadopovo.com.br.

Em razão de espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou editados. O jornal se reserva o direito de publicar ou não as colaborações.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.