Depois que o empréstimo do Proinveste teve liberação autorizada, ressurge das cinzas o senador Requião para colocar mais um obstáculo à liberação (Gazeta, 15/1). Será que se o governo do Paraná fosse afinado com o governo federal as contas do estado seriam examinadas com tanto apuro como o são atualmente? Certamente não, visto o comportamento do governo federal em outros episódios. O povo do Paraná deve ficar atento para ver quem está a favor do progresso de nosso estado ou apenas visando interesses eleitoreiros.

João Candido de Oliveira Neto

"Vaquinha"

Essa "vaquinha" feita por familiares e amigos de Genoino não passa de figuração. O PT tem dinheiro de sobra para pagar a multa se quiser. As milhares de malas de dinheiro no começo do governo Lula garantiram todo tipo de malfeito contra o país. Acontece que deixar Genoino na chuva faz com que alguns desavisados fiquem com pena do sujeito. Pois é, o cidadão é roubado e ainda colabora com o saqueador. Só no Brasil isso acontece!

Izabel Avallone, São Paulo – SP

Diretas Já

Na época das Diretas Já (Gazeta, 12/1) os políticos escolheram os militares como o inimigo a ser combatido, mas deveriam escolher como inimigo a centralização e a redundância dos poderes que se sobrepõem. As necessidades são locais, mas continua-se a privilegiar os poderes centralizantes de Brasília. Até hoje nos obrigam a enxergar com binóculos um salvador da pátria na distante "Brás’Ilha".

Irineu Queiroz dos Santos

IPTU 1

Excelente a coluna de Fernando Martins "O IPTU e a satisfação do curitibano" (Gazeta, 15/1). Bom seria se os nossos legisladores e representantes fizessem análises assim quando propõem medidas arrecadadoras. Mas tratam-nas como um negócio empresarial; parecem esquecer que o sentido do serviço público é o interesse público e não particular. O Estado deve ser sustentável e não sustentado, oferecer assistência e não recebê-la. Do contrário, ele mesmo deve questionar sua existência.

Edilson Miaqui, engenheiro

IPTU 2

Na compra de meu imóvel, assustei-me ao receber o valor do ITBI, calculado sobre um valor venal 90% mais alto que o valor real pago no imóvel. O IPTU, da mesma forma, é calculado sobre esse valor maior. O prefeito Gustavo Fruet irá baixar o IPTU no meu bairro? Duvido! Mas as obras de urbanismo estão bem longe da minha casa, e meu imposto está pagando pelo luxo de outros bairros.

Rafael Coninck Teigão, cientista da computação

Câmara de Curitiba

A matéria sobre os pedidos de obras dos vereadores (Gazeta, 16/1) evidencia a falência dos serviços públicos. Sobra asfalto esfarrapado nos bairros. O tapa-buracos apenas mantém a crescente mediocridade das vias, trocando o buraco por uma ondulação. Enquanto isso, a prefeitura só tem olhos para o centro nobre. A bela Curitiba não é para todos.

Marciano Juliano Rubel

Presídios

Acredito que o intercâmbio de inteligência entre os estados para tentar ajudar a solucionar o problema carcerário no país (Gazeta, 15/1) é válido, mas o que poderá realmente solucionar o problema carcerário é o povo consciente de sua cidadania. É não vender seu voto, é reivindicar seus direitos. O brasileiro tem de despertar e situar-se na história.

Eloisa Menezes Pereira

"Rolezinho" 1

O chamado "rolezinho" (Gazeta, 15/1) que acontece nos shoppings de Curitiba há muito tempo nada tem de inocente. É uma verdadeira escola do crime, cujos alunos formam gangues para, em grupo, se acharem valentões para badernar, atormentar, brigar e até furtar. Os shoppings têm razões de sobra para se prevenir contra esses desordeiros. "Rolezinho" pode acontecer em praças e parques, sem perturbar os demais frequentadores e sob vigilância da Guarda Municipal.

Luiz Eduardo Hunzicker, Colombo – PR

"Rolezinho" 2

Os brasileiros ainda não sabem lidar com a liberdade. Independentemente de sermos cidadãos ricos ou pobres, se espera que tenhamos bom comportamento e respeito às pessoas. É notório que esse "rolezinho" foge da conduta que esperamos de um cidadão.

Renato dos Santos Taborda

Economia

Lá vão Dilma e Mantega contar em Davos como está a economia do Brasil. Banqueiros e empresários de peso mundial lá estarão presentes e vão querer saber a verdade: PIB emperrado, inflação assombrando, juros altos, dólar subindo e o real se desvalorizando. Vai, Dilma, vai, Guido! Não digam que está tudo sob controle e que há um pessimismo exagerado. Por favor, mostrem a realidade.

Jeovah Ferreira, Brasília – DF

Trânsito

Essa proposta que pune o motorista embriagado que causar morte com a perda do veículo (Gazeta, 11/1) é mais um exemplo de lei que reflete a oligofrenia de seus autores. Punir com perda de propriedade beneficia o rico, que pode ter diversos outros veículos a seu dispor. O necessário, isso sim, é suspender o direito de dirigir por algum tempo. Ademais, o motorista embriagado poderia estar conduzindo o veículo de um terceiro, e este é que seria punido com a perda de propriedade, em vez do condutor.

José Paulo Reis

Estação-tubo

Curitiba vive um momento com uma série de obras inacabadas e, quando se cobra dos órgãos responsáveis, a resposta é a mesma: a empreiteira responsável não cumpriu o contrato etc. A estação-tubo Bento Viana é um dos exemplos, pois está concluída há quase dois meses, sem a colocação dos tubos, criando vários transtornos aos usuários. Talvez para a Copa seja resolvido, afinal, essa é a moda agora.

Adilson Staviski

Táxis

Com as 2.252 concessões licitadas e legalmente regulamentadas, mais 148 voltando a circular, e outros 750 novos táxis, Curitiba teria 3.140 táxis à disposição da população. Com esse número de veículos e mais o uso de uniformes padronizados, crachá de identificação visível, máquinas de cartão em todos os veículos e conexão com a internet, teríamos o modelo ideal que os novos motoristas querem para o sistema de táxis de Curitiba.

Rodney Fernando Carneiro

Ilha do Mel

Na passagem do ano houve um incêndio de grandes proporções no Morro da Gruta, na Ilha do Mel. Constatado o incêndio, foi acionado o Corpo de Bombeiros de Paranaguá e a resposta foi de que, como era na Ilha do Mel, iriam demorar. O socorro nunca veio e o incêndio foi apagado com baldes de água pela população local e turistas. A tragédia poderia ser enorme. As marcas do incêndio ainda estão presentes e podem ser constatadas.

Jane Cherem

Abastecimento de água

Enquanto a Sanepar tripudia do cidadão, deixando-o sem abastecimento por 48 horas seguidas, o Ministério Público nada faz, talvez porque seus membros residam nos bairros nobres da capital, onde nunca há interrupções do abastecimento.

Leonardo Biscaia

Rua Mateus Leme

Moro há mais de 30 anos na Rua Mateus Leme, terra também de meus ancestrais desde que era a histórica "Estrada do Assungui". Confesso que fiquei admirado e até magoado com a reportagem "A rua que parou no tempo" (Gazeta, 12/1).

Leomir F. Arruda, engenheiro

Copa do Mundo

O governo federal não mediu esforços em torrar uma fábula de dinheiro instalando estádios de futebol Brasil afora, mesmo em locais onde não existe um bom futebol regional, como Manaus. A Fifa dita regras, diz o que pode ser vendido ou não, e ainda quer 18 mil brasileiros voluntários para trabalhar de graça na Copa do Mundo (Gazeta, 14/1)?

Camilo Turmina

Pedreira Paulo Leminski

Curitiba é uma cidade que ainda respira rock, e eu sou fã das grandes bandas de rock metal, punk rock e de algumas do rock nacional. Gostaria que na Pedreira Paulo Leminski houvesse apresentações do AC/DC, Metallica, Iron Mainden, Sex Pistols, Van Halen, Sepultura, Led Zeppelin, Matanza, Kiara Rocks, Angra, Ira etc. Acho que o povo curitibano merece muitos shows de rock para aproveitar bem este grande espaço que voltaremos a ter em Curitiba.

Victor Finkler Lachowski

Comissionados

Para o governo estadual cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal bastaria dispensar os comissionados que não estão fazendo nada. Passei em 1º lugar num concurso de 2009 e até agora não fui chamado; no meu lugar foram colocados cargos e mais cargos em comissão.

Marcos Paulo Viana

* * * * *

As mensagens devem ser enviadas à Redação com identificação do autor, endereço e telefone. Em razão de espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou editados. O jornal se reserva, ainda, o direito de publicar ou não as colaborações.Rua Pedro Ivo, 459 - Centro • Curitiba, PR - CEP 80010-020 • Tel.: (41) 3321-5999 - Fax: (41) 3321-5472.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]