i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Legislativo

Conselho de Ética da Câmara pune Beto Moraes por conceder prêmio perto das eleições

  • 11/12/2020 09:16
Beto Moraes (PSD)
O vereador Beto Moraes (PSD)| Foto: Divulgação/CMC

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Curitiba decidiu punir com censura pública o vereador Beto Moraes (PSD) em razão da entrega de uma premiação sem observar os prazos previstos no regimento interno da Casa. A conduta do parlamentar era investigada em processo ético-disciplinar pelo colegiado desde setembro.

As principais notícias do Paraná no seu WhatsApp

Conforme foi apurado, Moraes teria entregue pessoalmente, no dia 21 de agosto, o diploma de agraciado com o Prêmio Cidade de Curitiba a Leandro Meller. O artigo 206 do regimento interno da Câmara veda esse tipo de evento nos 90 dias anteriores às eleições.

Além da entrega extemporânea, Moraes foi denunciado ainda por suposta compra de voto, quebra de decoro e improbidade administrativa, porque teria distribuído brindes como cestas básicas, muletas, cadeiras de rodas, bicicletas e outros produtos com identificação com seu nome, foto e logo. A representação foi feita pelos sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc) e dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (Sismmac). Relatório elaborado por Toninho da Farmácia (DEM), no entanto, absolveu o vereador dessas acusações.

O parlamentar foi reeleito para a próxima legislatura, com 8.243 votos, sendo o quinto mais votado nas eleições municipais de 2020 para a Câmara de Curitiba.

Após ouvir as testemunhas arroladas e analisar imagens juntadas pelos denunciantes, Toninho entendeu que “não há como se sustentar, com base nos fatos narrados na inicial, que os apelados praticaram fato proibido em lei ou em regulamento”. Votaram com o relator o presidente interino do Conselho de Ética, Bruno Pessuti (Podemos), e os membros Geovane Fernandes (Patriota), Marcos Vieira (PDT), Maria Leticia (PV) e Professora Josete (PT).

De acordo com a Câmara Municipal, não era possível apresentar voto em separado, portanto, ou os vereadores confirmavam o parecer do relator, ou votavam contrariamente, arquivando na íntegra a denúncia.

À Gazeta do Povo, Moraes afirmou que não descumpriu o regimento. “Acho desnecessária. Já foi comprovado que não teve nada disso, e ainda ser punido. Mas fazer o quê? Faz parte”, disse. Ele já havia alegado anteriormente que a entrega do prêmio ocorrera dentro do prazo permitido, mas que apenas teria postado uma foto do evento no período eleitoral.

A censura pública é a penalidade mais leve prevista regimentalmente e consiste na publicação da infração do vereador em um jornal diário de grande circulação no município. Além dessa pena, o parlamentar que infringir o Código de Ética e Decoro Parlamentar pode ser punido com suspensão das prerrogativas regimentais, suspensão temporária do mandato e perda do cargo.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    Afonso Celso Frega Beraldi

    ± 0 minutos

    O que indigna, mais do que a atitude desse sujeito intitulado vereador, eh a população aceitando cadeira de rodas, cesta basica, combustível e outros mimos eleitoreiros mais. O tal Beto já é um corrupto por comprar eleitores, mas eita povinho corrupto tambem nao? Depois reclamam de "politicos". O brasileiro, generalizando, eh doidinho por corrupcao.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcos Ctba

      ± 13 minutos

      Qualidade do vereadores cada vez pior.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.