• 27/07/2020 15:48
Cooperação

Paraná negocia com a China teste e produção de vacina contra a Covid-19

  • 27/07/2020 15:48
    • Gazeta do Povo
    Paraná negocia com a China teste e produção de vacina contra a Covid-19
    | Foto: RODRIGO FELIX LEAL

    O Governo do Paraná está formalizando uma parceria de cooperação técnica e científica com a China que permitirá a testagem e a produção de vacina contra a Covid-19 no Estado, por meio do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

    As notícias mais importantes do Paraná no seu WhatsApp

    O acordo foi discutido nesta segunda-feira (27) pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em reunião por videoconferência com dirigentes do laboratório Sinopharm, empresa estatal chinesa, e o ministro-conselheiro da Embaixada da China no Brasil, QU Yuhui.

    A intenção, destacou o governador, é que o Paraná seja incluído na terceira fase de testagem da vacina experimental da Sinopharm, que começou neste mês nos Emirados Árabes Unidos com a participação de 15 mil voluntários. Segundo a estatal chinesa, as duas primeiras fases de testes, já encerradas, tiverem 100% de positivação e sem reação adversa grave.

    “O objetivo do Paraná é fazer a terceira fase do teste aqui no nosso Estado e, com a aprovação por parte da Anvisa e do Ministério da Saúde, a produção da vacina elaborada pela Sinopharm através do Tecpar”, afirmou Ratinho Junior.

    Um grupo de trabalho será formado com os chineses para discutir detalhes técnicos da parceria, como a elaboração do termo científico regulatório e o protocolo de validação por parte da Secretaria de Estado da Saúde.

    Se a parceria for efetivada, será a terceira vacina em desenvolvimento no mundo com protocolo para produção no Brasil. A Fiocruz tem termo de cooperação firmado com a vacina produzida pela Universidade de Oxford e o Instituto Butantan com a indústria chinesa Sinovac. Em outra frente, o governo paranaense costura um acordo com a Rússia para parceria na produção de outra vacina contra o coronavírus, que já está em fase final de testes pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya. No dia 20 último, o governo enviou uma emenda ao Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2021, destinando R$ 100 milhões no caixa da Secretaria de Saúde para compra de vacinas contra a Covid-19.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.