Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Coronavírus já fez 8.170 vítimas no Paraná.
Governo anunciou medidas restritivas para a RMC até o dia 28 de março.| Foto: José Fernando Ogura/AEN

O governo do estado endureceu as regras de circulação em Curitiba e nos municípios da Região Metropolitana que fazem divisa com a capital. O novo decreto, publicado nesta sexta-feira (19), impõe medidas que se somam à renovação da bandeira vermelha em Curitiba, anunciada na mesma data pelo prefeito Rafael Greca. O decreto estadual n 7.145/ 2021 já está em vigor e vale até o próximo dia 28 de março. Estão suspensas as atividades comerciais não essenciais em qualquer modalidade de atendimento. As atividades essenciais também passam a funcionar com regras mais restritivas de horário e ocupação.

As principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

As medidas são obrigatórias para as cidades de Campo Largo, Campo Magro, Almirante Tamandaré, Colombo, Pinhais, Piraquara, São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande, Araucária, Quatro Barras e Campina Grande do Sul. O governo recomenda que os outros municípios que fazem parte da região metropolitana, mas não fazem divisa com Curitiba também adotem as medidas mais restritivas, mas para essas cidades o cumprimento do decreto não é obrigatório.

Serviços e Atividades proibidas:

  • Bares, tabacarias, casas noturnas e atividades correlatas;
  • Salões de beleza;
  • Atividades estéticas;
  • Imobiliárias;
  • Serviços de banho, tosa e estética de animais;
  • Feiras de artesanato e feiras livres;
  • Reuniões com aglomeração de pessoas, incluindo eventos, comemorações, assembleias, confraternizações e encontros familiares ou corporativos;
  • Parques e praças: vedada prática de qualquer atividade coletiva ou individual;
  • Estabelecimentos de entretenimento ou eventos culturais, como casas de shows, circos, teatros, cinemas, museus e atividades correlatas;
  • Circulação de pessoas, no período das 20 às 5 horas, em espaços e vias públicas, salvo em razão de atividades ou serviços essenciais e casos de urgência;
  • Consumo, em espaços de uso público ou coletivo, de bebidas alcoólicas.

Atividades essenciais que devem funcionar com restrições

  • Restaurantes e lanchonetes: das 10 às 22 horas, em todos os dias da semana, apenas atendimento nas modalidades delivery, drive thru e a retirada em balcão (take away), ficando vedado o consumo no local;
  • Panificadoras, padarias e confeitarias de rua: das 6 às 20 horas, de segunda a sábado, aos domingos das 7 às 18 horas, ficando vedado, em todos os dias da semana, o consumo no local;
  • Podem funcionar entre 7 e 20 horas, de segunda a sábado, sendo autorizado aos domingos apenas o atendimento na modalidade delivery até às 20 horas os seguintes estabelecimentos e atividades, sendo vedado o consumo no local:
    • a) comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, sacolões, distribuidoras de bebidas, peixarias, açougues;
    • b) mercados, supermercados e hipermercados;
    • c) comércio de produtos e alimentos para animais;
  • Lojas de material de construção: das 9 às 18 horas, em todos os dias da semana, apenas nos atendimentos nas modalidades delivery e drive thru;
  • Hotéis, resorts, pousadas e hostels: em todos os dias da semana com 50% da capacidade de operação;
  • Serviços de call center e telemarketing vinculados a serviços essenciais: a partir das 9 horas, e com até 50% (cinquenta por cento) da sua capacidade de operação;

Continua valendo para todos os municípios do Paraná o toque de recolher previsto no decreto 7122/2021 publicado na última terça-feira (16). Entre outras medidas, o decreto restringe a circulação de pessoas entre as 20 h e as 5 da manhã em todo o estado até o dia 1º abril.

Confira a íntegra do decreto 7.145/2021:

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]