i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Coronavírus

Escolas particulares querem atender crianças pequenas de pais que trabalham fora

  • 28/05/2020 19:27
Em uma cidade da Bélgica, escolas adotam medidas para garantir distanciamento entre alunos
Em uma cidade da Bélgica, escolas adotam medidas para garantir distanciamento entre alunos| Foto: AFP

O Sindicato das Escolas Particulares do Paraná (Sinepe/PR) propôs ao governo do estado, e também a 17 municípios onde tem estabelecimentos associados, um calendário gradual de retomada de atividades. A ideia é iniciar com a educação infantil em 22 de junho, para atender aos pais que trabalham fora de casa e não têm com quem deixar as crianças pequenas. Em seguida seriam reabertas as salas para as demais etapas, com a opção de manter o ensino a distância para as famílias que assim o preferirem. Uma pesquisa lançada pela entidade vai tentar estimar qual será a demanda dos próximos meses.

Segundo a presidente do Sinepe/PR, Esther Cristina Pereira, o primeiro objetivo é salvaguardar a vida das crianças que estão sem local adequado para ficar, já que muitos trabalhadores voltaram a exercer suas atividades de forma presencial. “Temos muitos casos de pais que não têm com quem deixar, não têm parentes, e os filhos acabam ficando com as chamadas crecheiras, mulheres que cuidam de seis, sete crianças de uma vez. Às vezes ficam juntos em espaços de festas. Se estão ficando em espaços coletivos, nada melhor do que ficar na escola, com pessoal treinado que respeite o protocolo de prevenção à Covid-19”, afirmou.

Entre os protocolos definidos pelo Sinepe/PR estão a higienização das dependências da escola, distanciamento social, aferição de temperatura, troca de calçados no momento do ingresso na escola e uso de álcool gel e máscaras.

As cidades que, inicialmente, protocolaram o pedido foram: Candói, Carambeí, Cascavel, Curitiba, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Guaratuba, Marechal Cândido Rondon, Pato Branco, Palmeira, Palotina, Pinhais, Pinhão, Piraquara, Ponta Grossa, Toledo e São José dos Pinhais.

A retomada gradual segue um modelo já adotado com sucesso em outros países, diz Esther. “Precisamos ir organizando a vida com relação a essa pandemia. Fizemos a proposta a partir de levantamento da situação das escolas no exterior. Conversamos com representantes da Finlândia, de Cingapura, Reino Unido, Israel. Em breve faremos lives com eles, para esclarecer dúvidas aos interessados. Fomos reunindo algumas práticas e escrevemos no protocolo, que precisa agora da chancela dos técnicos da saúde”, relatou. Para o Sinepe/PR, o documento apresentado vai auxiliar os governos na tomada de decisões, porque detalha o cotidiano escolar e as possibilidades de agir na prevenção da Covid-19.

Pesquisa

O Sinepe/PR lançou uma pesquisa aberta a alunos da rede particular e também da rede pública, para saber quais as expectativas das famílias quanto à pandemia e o retorno presencial das aulas. “Hoje temos a situação dos pais apavorados, dos que estão tranquilos e daqueles que até duvidam da doença. A pesquisa foi desenvolvida pela federação das escolas e vai traçar um panorama nacional da situação hoje. Mas é nosso dever atender a quem precisa”, argumentou Esther. Segundo ela, já é sabido que muitos pais preferem que as crianças continuem em casa, e para estes será ofertado o ensino remoto, tal como vem sendo feito ao longo dos últimos dois meses.

Muitas escolas já vem se preparando para uma reabertura gradual, com modificações na disposição de móveis, artefatos de higienização e equipamentos de proteção individual e de saúde.

A Associação das Escolas Particulares de Educação Infantil (Assepei), que é filiada ao Sinepe/PR, defende o retorno gradual antes de agosto, argumentando que até lá muitos pais vão tirar os filhos das escolas para conseguir pagar cuidadores e isso afetará a saúde financeira das escolas. Em entrevista à Gazeta do Povo publicada em 15 de maio, o presidente da Assepei, Newton Andrade da Silva Junior, destacou que uma quebradeira dessas instituições afetaria a rede municipal, que ficaria sobrecarregada. Segundo o Censo Escolar de 2019, na etapa de educação infantil havia 66,9 mil crianças matriculadas, das quais metade (33 mil) na rede particular.

Levantamento da Unesco mostra que a pandemia provocada pelo coronavírus atingiu crianças do mundo todo: cerca de 70% estão sem aulas, pelos dados de 28 de maio. A maioria dos países que retomaram as aulas o fizeram de forma parcial até agora, após cerca de dois meses de isolamento. Na Europa, retomaram de forma total os sistemas da França, Áustria e Bielorrúsia, e o da Suécia continuou operando sem interrupções.

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 6 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    ALLAN

    ± 3 horas

    Não vai dar em nada. Só para dizer que estão tentando, e acalmar os pais..antes de agosto não volta.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    FLAVIO AUGUSTO VIEIRA

    ± 11 horas

    Não concordo. Apesar de me enquadrar na situação pedida pelo sindicato, não acho justo com as demais crianças que ficarão em casa. Isso gerará inclusive, um déficit de aprendizado para as que permanecerão em casa. Ou volta todo mundo (o que sou contrário no momento) ou não volta ninguém.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • N

      Neto

      ± 8 horas

      Haverá transmissão ao vivo das aulas. Não é a mesma coisa que estar presente mas possibilitará o acompanhamento sim.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Dmcc

    ± 11 horas

    Cidades que não te nenhum caso poderiam voltar o funcionamento das escolas...principalmente escolas rurais!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Neto

    ± 20 horas

    Que bom que, ao contrário da Gripe Espanhola, as crianças, com raras exceções, não são vítimas da Covid-19. Isso dá alguma confiança aos pais e autoridades.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ANDRE.

    ± 23 horas

    Justo!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]