i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Contas

Ação no TCU aponta irregularidade e pede fim de pagamento a presidente da Fiep

  • PorGazeta do Povo
  • 25/09/2019 17:03
Ação no TCU aponta irregularidade e pede fim de pagamento a presidente da Fiep
| Foto: JONATHAN CAMPOS/GAZETA DO POVO

Em meio a uma conturbada eleição para a sua presidência, a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) aguarda o desfecho de mais um assunto polêmico. É que o Tribunal de Contas da União (TCU) avalia uma representação que acusa o atual presidente da entidade, Edson Luiz Campagnolo, de receber pagamento indevido a título de “verba de representação”. A denúncia foi acolhida pelo órgão em agosto, mas, sob sigilo, ainda não tem data para ser julgada. A Fiep não comenta o caso.

RECEBA as notícias de Paraná pelo Messenger do Facebook

De acordo com o autor da representação, José Eugênio Gizzi, um dos 15 vice-presidentes da entidade e candidato vencido na eleição para a presidência da Fiep em agosto, os pagamentos dessa verba – que teria caráter indenizatório, apenas para ressarcir despesas decorrentes da ocupação do cargo de presidência (viagens, encontros setoriais, etc) – são feitos mensalmente e sem comprovação de gastos.

Para Gizzi, a verba de representação tem sido usada como uma espécie de salário pelo presidente da entidade, o que seria ilegal. O estatuto da Fiep (no artigo 6º) estabelece que os cargos eletivos não são remunerados.

“[...] Ocorre que a instituição desta rubrica de verba de representação para o presidente da Fiep equiparou a quantia a um salário. Isso porque o presidente da Fiep recebe todos os meses parcela fixa de verba de representação, independentemente dos gastos extraordinários que venha a suportar ou não”, diz a representação.

De acordo com o processo, a verba estaria sendo paga desde 2011, ano em que Edson Campagnolo assumiu a presidência pela primeira vez (ele seria reeleito para o mandato de 2015-2019). O pagamento “beira atualmente quase a quantia de R$ 100 mil por mês”, diz a denúncia. Sobre ele incidiram, até 2017, encargos como imposto de renda e contribuição previdenciária – tributos que não se aplicam a essas indenizações.

O fato foi descrito em uma auditoria externa contratada pela própria Fiep naquele ano e cujo apontamento foi inserido na representação. “Recomendamos à administração verificar as premissas utilizadas para o pagamento da referida 'verba de representação', a fim de, futuramente, minimizar a possibilidade de haver questionamentos quanto à fruição da isenção tributária”, diz o trecho.

A representação pede ainda uma liminar que suspenda o pagamento, além das medidas que o Tribunal julgar cabíveis. Os advogados que assinam o documento justificam que a competência para análise das contas é do TCU por se tratar de uma entidade que recebe dinheiro público (da contribuição ao Serviço Social da Indústria) e de atividade de interesse da população.

Questionado pela reportagem, o TCU informa que ainda não há deliberações e nem prazo para a apreciação do processo, que está a cargo do ministro substituto Marcos Bemquerer. Pela pesquisa processual em seu site, a ação está em fase de análise de documentos.

A Fiep, por sua vez, diz que o processo encontra-se em sigilo no TCU e que só irá se manifestar quando houver algum julgamento do caso. A entidade afirma que os valores pagos em verba de representação nos últimos meses são mantidos em sigilo.

Eleições sob escrutínio

Enquanto aguarda o julgamento, a federação tem outro desafio pela frente. Nesta quinta-feira (26), a entidade realiza uma assembleia para deliberar sobre a impugnação de quatro votos na eleição para sua diretoria. A chapa derrotada, comandada por José Eugênio Gizzi, tentou, sem sucesso, invalidar quatro votos por suspeita de fraudes. Carlos Walter Pedro foi o vencedor por margem apertada: 49 a 47.

Gizzi conseguiu na Justiça que seja feita a análise de seu recurso à não impugnação. Devem participar da assembleia todos os 96 sindicatos votantes no pleito de agosto. A troca de comando da entidade deve ocorrer na próxima segunda-feira (30).

7 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 7 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • F

    Freitas

    ± 8 horas

    Sou defensor ferrenho do uso da guilhotina no pescoço dos grandes corruptos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • F

      Freitas

      ± 8 horas

      Sigilo? Uma vergonha esse tal de sigilo. Puhtaria.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • A

        ARMINDO VILSON ANGERER

        ± 9 horas

        Oba! O bom senso está operando! A Fiep, Sesi e todos os "S" são uma aberração no sistema de ensino e representação sindical brasileira. Todos querem participar de suas diretorias para "mamar". A "teta" está secando, como toda a vaca! Até o próximo bezerro não tem leite!!!!

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • S

          Salo

          ± 9 horas

          É fácil entender o motivo que grande parte de sindicatos conselhos federações etc são comandados há muitos anos pelos mesmos que as vezes se revezam entre eles para justificar. É não muito diferente nas casas legislativas

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • W

            William Munny

            ± 11 horas

            Uma entidade que deveria defender os interesses da indústria, mas, que defende os interesses políticos internos e externos. Ora, é só ver a história da construção do prédio do balcão de barganha política, vulgo lacticínios, comandado pelo rebento do ex-bajulador-mor do Beto Barganha e ultimamente do Rato. É como uma funcionária desta “federação” comentou alguns anos atrás em um curso: se contribuir “bem”, é bem atendido.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • J

              João Mauricio

              ± 11 horas

              Como é bom ser empresário, bem sucedido e mamar no dinheiro fácil do contribuinte. E ainda dizem que é somente os esquerdistas que gostam e usufruem deste tipo de mordomia. Não tem jeito este país, temos que começar do zero novamente.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • S

                Sr. Walker

                ± 12 horas

                Imaginem só quantas dessas porcarias existem e acontecem todos os dias nesse país. Ajuda a piorar o tal de: Custo Brasil mas disso ninguém mais fala

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                Fim dos comentários.