i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Clima eleitoral

Liminar suspende reunião do PDT que decidiria sobre expulsão de vereadores

  • PorVivian Faria, especial para a Gazeta do Povo
  • 13/02/2020 16:59
Sessão plenária na Câmara de Curitiba
Sessão plenária na Câmara de Curitiba| Foto: Carlos Costa/CMC

Menos de dois meses antes do prazo final para a filiação de prováveis candidatos às eleições municipais, os vereadores de Curitiba Toninho da Farmácia e Zezinho do Sabará correm o risco de ficar sem partido. Um processo pela expulsão de ambos do PDT, que está em andamento desde outubro, está para ser julgado pelos membros do partido. Inicialmente, a decisão seria tomada na noite desta quinta-feira (13), mas uma decisão da Justiça suspendeu a reunião do julgamento do processo.

A expulsão foi pedida porque os vereadores teriam demonstrado alinhamento com o prefeito Rafael Greca (DEM), votando junto com a base dele na Câmara em diversas ocasiões, em desrespeito a orientações partidárias. O episódio mais emblemático ocorreu em junho de 2017, quando foi à votação o pacote de ajuste fiscal da prefeitura. O PDT fechou questão contra o "pacotaço", determinando que todos os seus vereadores rejeitassem as propostas.

Logo após a aprovação dos projetos, a ideia de expulsar os parlamentares que votaram em desacordo com o partido foi ventilada, mas não vingou, sendo retomada em abril de 2019 e oficializada no fim de outubro.

O PDT admite que um dos objetivos do processo é preparar a legenda para as eleições municipais, mantendo entre seus filiados apenas aqueles que estejam alinhados às orientações e valores partidários. Greca é pré-candidato à reeleição e o PDT trabalha com ao menos dois nomes para a disputa, o deputado federal Gustavo Fruet e o deputado estadual Goura.

Passados os trâmites iniciais, o conselho de ética do PDT apresentou parecer favorável à expulsão dos vereadores em meados de janeiro. Contudo, os vereadores decidiram pedir na Justiça a suspensão da reunião do diretório que julgaria o parecer, alegando, entre outras coisas, que houve cerceamento do direito de defesa e que a Comissão de Ética do diretório municipal não foi eleita de acordo com o que estabelece o estatuto.

O pedido foi negado pelo juiz Marcelo Ferreira, da 12ª Vara Cível de Curitiba, que entendeu que os vereadores tiveram direito à defesa, mas tinham deliberadamente desperdiçado as oportunidades de usá-lo. Mas uma decisão assinada pelo desembargador Luiz Mateus de Lima, nesta quinta-feira (13), derrubou a decisão inicial pelo entendimento de que a eleição da Comissão de Ética Partidária foi ilegal.

O PDT afirmou que vai tomar as medidas processuais necessárias.

Caso o processo seja continuado e aprovado, os vereadores podem ficar sem mandato, já que o partido deve pedir à Justiça Eleitoral para que os suplentes assumam as cadeiras na Câmara Municipal. Atualmente são cinco os vereadores do PDT na Casa. O último a ocupar uma cadeira foi Dalton Borba, que substituiu o Professor Matsuda após ele ter o mandato cassado depois de o pedido de refiliação ao partido ter sido rejeitado.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • S

    Salo

    ± 0 minutos

    Querem colocar os suplentes com menos votos no tapetão. Atitudes típicas dos esquerdistas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]