Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Nas escolas municipais de Marechal Cândido Rondon, turmas da educação infantil 4 até o quinto ano do ensino fundamental já voltaram à sala de aula
Aulas já foram parcialmente retomadas em Marechal Cândido Rondon.| Foto: Secretaria de Educação de Marechal Cândido Rondon

Após o retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino há um mês, Marechal Cândido Rondon (Oeste) vota nesta quarta-feira (5) se deverão voltar também as turmas até a educação infantil 3, única faixa que ainda não está frequentando as escolas do município. Segundo Fernando Daniel Henz Volpato, secretário municipal de Educação, o assunto está na pauta da reunião, com início às 16 horas, do Centro de Operações Especiais (COE), órgão multissetorial que tem deliberado as ações locais de enfrentamento à pandemia de Covid-19.

Receba notícias do Paraná no WhatsApp

A volta às aulas presenciais aconteceu em 5 de abril para todas as turmas desde a educação infantil 4 até o quinto ano do ensino fundamental, última série na rede municipal de Marechal Cândido Rondon. Assim como em outros municípios, o retorno foi em sistema híbrido, com um grupo de alunos indo à escola durante uma semana e outro permanecendo no ensino remoto, e na semana seguinte o inverso. Parte dos estudantes está apenas no ensino remoto por opção dos pais.

A ocupação em sala estava restrita a 30%, mas, segundo Volpato, com parte dos alunos permanecendo em casa e a flexibilização autorizada pelo governo do estado na última sexta-feira (30), algumas turmas ultrapassaram essa porcentagem. Turmas menores estão com todos os estudantes em sala, desde que respeitado o distanciamento de 1,5 metro entre carteiras.

“Em Marechal Cândido Rondon, temos sete distritos rurais, e nas escolas dessas localidades praticamente todos os alunos já estão exclusivamente em aulas presenciais. São escolas com salas grandes. Poucos estão no ensino remoto”, relata o secretário. Dos pouco menos de 4,2 mil alunos da rede municipal de ensino matriculados na faixa que voltou ao presencial em 5 de abril, cerca de 3,1 mil estão no sistema híbrido ou integralmente no presencial.

Volpato explica que os protocolos de segurança incluem aferição de temperatura, disponibilização de álcool em gel em todas as salas, papel-toalha nos banheiros ao invés de toalhas de tecido, uso de máscaras e tapetes sanitizantes. Segundo o secretário, houve registros de alunos e educadores que contraíram Covid-19 desde o retorno, mas a contaminação não ocorreu dentro da escola.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]