i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Transparência

Reajuste e auditorias do TCE colocam contas da Sanepar na mira dos holofotes

  • 15/09/2020 21:32
Sanepar
Sanepar| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Enquanto espera a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) dar o aval ou não para o reajuste anual nas tarifas de água e esgoto, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) vê novamente suas contas serem colocadas em questão. Pressionado por deputados, o governo estadual pediu, no início do mês, para analisar os cálculos que levaram a empresa a pedir 9,6% de aumento na conta dos cidadãos paranaenses. A conversa deve se arrastar pelo menos pelas próximas semanas.

RECEBA notícias pelo Whatsapp

O novo capítulo controverso para a empresa se soma a um conjunto de problemas na transparência de contas que ela vem enfrentando nos últimos anos. A companhia teve, também no início de setembro, nomes ligados à empresa (dois deles ex-presidentes) citados na lista de agentes públicos com contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Constam na lista, que foi enviada ao Tribunal Regional Eleitoral e que serve como base para definir inelegíveis nas eleições, os ex-presidentes Fernando Ghignone (entre 2011 e 2015) e Hudson Calefe (2010) e Hamilton Gimenes, ex-presidente da União das Associações dos Empregados da Sanepar (Assessa). Todos estão arrolados em uma decisão publicada em 2017. De acordo com o TCE, houve “irregularidade das contas de convênio firmado entre a Sanepar e a Assessa entre os exercícios financeiros de 2010 a 2012”.

Um ex-diretor administrativo da empresa, Antonio Hallage, também é citado na lista do TCE por compra sem licitação de “produtos e serviços acima do limite permitido [por lei]”.

Não foram as únicas irregularidades observadas pelo TCE na estatal. Em julho deste ano, o tribunal pressionou a companhia a adotar recomendações emitidas pela Segunda Inspetoria de Controle Externo do órgão para corrigir falhas como “irregularidades nos processos de licitação, inoperância do controle interno e falta de provisão de estoques”.

Entre as recomendações do Tribunal, estão a elaboração de um plano de ação sobre governança e compliance, edição de norma interna específica para disciplinar os procedimentos de orçamentação, justificação detalhada dos critérios adotados na formação do preço máximo de cada licitação e inclusão de cláusula de vigência nos contratos de aquisição de bens.

O TCE também realizou auditoria na empresa para acompanhar e avaliar os cálculos de reajuste tarifário da Sanepar.

A medida foi divulgada na mesma semana em que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná (MP-PR), cumpriu mandados de prisão temporária e busca e apreensão em cinco cidades do estado, tendo como foco servidores da companhia e empresários. A ação foi batizada de Operação Ductos.

Segundo o MP, investigações iniciadas há cerca de dois anos apontam para a ocorrência de fraudes em licitações envolvendo a Sanepar e para o pagamento indevido por parte da companhia por serviços não prestados.

A Gazeta do Povo tem tentado entrevistar o presidente da companhia, Claudio Stabile, há algumas semanas, mas não teve seus pedidos atendidos. O espaço para manifestação segue aberto.

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 5 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • S

    Sergio

    ± 35 minutos

    Quem vai investir em empresa com politicagem e venda de água barata? Acham que só quem paga tarifa de consumo vai conseguir financiar novos investimentos da Sanepar? De onde vem o dinheiro para a expansão da rede e tratamento de água e esgoto? São investidores privados (acionistas) que pagam o real desenvolvimento de um país capitalista. A rede de telefonia celular (com internet) aumentou graças ao que? Só as tarifas de consumo? Foram os investidores privados (acionistas). Querem saber? segue o caminho do dinheiro

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    BANESTADO

    ± 1 horas

    Precisa na verdade que o MPF: Auditace os REAJUSTES DA ÁGUA NOS ÚLTIMOS 5 ANOS: Foi uma Vergonha, tudo para engordar OS ACIONISTAS, O CX. DO GOVERNO: QUEBRADO NA GESTÃO DE ""BETI LIXO E A MADONA DE MARINGA"" o Grupo Frances Sócio DETERMINA PARA A AGEPAR O QUANTO DE REAJUSTE E PONTO FINAL: Uma Vergonha. e o Governador RATINHO DIZ O QUE? ""AMÉM!"

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    sidnei torres

    ± 4 horas

    È lamentável esses políticos,infelizmente não investiram na captação de água agora estamos pagando caro pela ineficiência desses caras ,a captação do miringuava em São Jose dos Pinhais ,vai esta pronta somente em dezembro segundo os noticiários ,só nos resta pedira Deus que mande chuva .

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • H

    Hermes Rocha

    ± 5 horas

    Má gestão acaba nisso. A sanepar, vira e mexe e está sob suspeita, mas ninguém faz nada. Agora corremos o risco de não termos mais água para Curitiba e região, por falta de investimentos robustos, de captação e tratamento de águas das serras próximas. Nem no Arizona falta água. Esses governadores só usam a empresa para empregar protegidos e não fazem valer o seu peso na gestão. Talvez privatizada disse mesmo melhor.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos Ctba

    ± 7 horas

    Desde a época do Tico Tico a empresa não tomou providências? O Estado acionista ? Gerenciador? indicador de cargos politicos? Aproveitadores? Os investidores, o clientes, e os cidadão que pagam impostos, altos por sinal, querem esclarecimentos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.