Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Por falta de doses, Curitiba suspende a vacinação contra covid-19 para os caminhoneiros a partir desta quarta-feira (30/6).
Foto: Luiz Costa/SMCS
Vacinação contra a Covid-19 em Curitiba.| Foto: Luiz Costa/SMCS

O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, confirmou nesta quinta-feira (9) que o Paraná vai receber a partir do próximo dia 15 as doses de vacinas contra a Covid-19 que serão aplicadas em adolescentes e como reforço vacinal nos idosos. De acordo com o secretário, a aplicação das doses nesses públicos foi formalizada por notas técnicas emitidas pelo Ministério da Saúde.

Receba um boletim diário com notícias do Paraná

A quantidade de doses a ser enviada pelo ministério ao Paraná ainda está sendo calculada, com base na estimativa populacional do estado. “As doses específicas para adolescentes e reforço devem ser enviadas nas pautas de distribuição realizadas a partir da semana que vem. Não há como fixar uma data para este início porque dependemos do envio do Ministério da Saúde, mas descentralizaremos para os municípios assim que chegarem e faremos chegar até o braço dos paranaenses”, afirmou o secretário.

Pfizer deve ser usada em adolescentes

De acordo com Beto Preto, a vacinação dos paranaenses com idades entre 12 e 17 anos deve ser feita prioritariamente com os imunizantes da Pfizer. O secretário informou que haverá uma ordem de prioridade para a aplicação das doses. “Inicialmente, serão vacinados aqueles com deficiência permanente, comorbidades, gestantes e puérperas, privados de liberdade e depois aqueles sem comorbidades”, explicou.

Reforço em idosos com mais de 70 anos

As doses de reforço serão direcionadas para os idosos com mais de 70 anos e aqueles que estão imunossuprimidos – pacientes com imunodeficiência primária grave, em tratamento de quimioterapia contra câncer, transplantados, portadores de HIV ou pacientes em hemodiálise, por exemplo. “Essa imunização se dará preferencialmente com a vacina de RNA mensageiro, a da Pfizer, ou, de maneira alternativa, vacina de vetor viral, como a da Janssen ou AstraZeneca. É para idosos acima de 70 anos, seis meses após a segunda dose ou a dose única, e para os imunossuprimidos, 28 dias após a segunda dose ou a dose única”, detalhou o secretário.

Mais doses

As cerca de 158,9 mil doses de vacinas contra a Covid-19 entregues ao estado nesta quinta-feira (9) serão encaminhadas às regionais de saúde a partir de sexta-feira (10). Elas fazem parte das mais de 619.310 doses que chegaram ao Paraná durante toda a semana, e que serão utilizadas para a primeira aplicação (257,5 mil doses) e para a segunda aplicação (361,7 mil doses).

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) está mantendo armazenado na Central de Medicamentos do Paraná (Semepar) um outro lote de 338 mil doses de vacinas produzidas pelo Instituto Butantan. Segundo a Sesa, houve a determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que a carga seja verificada por causa de uma mudança no professo de fabricação. Essas doses só poderão ser encaminhadas aos municípios após liberação da Anvisa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]