Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Vacinação da Covid-19
Vacinação da Covid-19| Foto: Gilson Abreu / AEN

Se conseguir imprimir o ritmo diário de imunização que vem tendo desde junho, o Paraná consegue aplicar a primeira dose (D1) da vacina da Covid-19 em toda a população adulta antes da meta da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa): 30 de setembro. Segunda-feira (19), o estado chegou à marca de 5,5 milhões de paranaenses com a primeira dose ou a dose única da Janssen aplicadas. Esse montante é 63,2% do total de 8,7 milhões de pessoas acima de 18 anos que deverão estar com a primeira dose ou a vacina da Janssen aplicadas até o fim de setembro.

Receba notícias do Paraná no seu WhatsApp

Para aplicar as 3,2 milhões de vacinas que faltam até 30 de setembro, o estado teria que vacinar em média 43,8 mil pessoas por dia. Volume menor do que a média diária alcançada desde junho. Somadas, o Paraná aplicou cerca de 1,8 milhão de primeiras doses e Janssen naquele que foi o mês recorde de aplicações desde o início da campanha de imunização, em janeiro. Ou seja, em junho a média foi de 60 mil D1/Janssem por dia - volume quase 37% acima da média diária necessária para bater a meta. Portanto, se o estado conseguir imprimir novamente o ritmo do mês de junho, a aplicação será concluída em 52 dias, mais exatamente na data de 8 de setembro, 23 dias antes da meta estipulada pela Sesa.

Neste mês de julho, a média diária está menor do que a de junho - um dos motivos é a falta de imunizantes em alguns períodos. Mesmo assim, vem sendo acima do necessário para se cumprir a meta no fim de setembro. Até segunda-feira (19), o Paraná havia vacinado aproximadamente 1 milhão de pessoas com D1 ou a dose única da Janssen. Ou seja, a média diária até aqui em julho é de 52,6 mil doses diárias - aproximadamente 20% maior do que a média de 43,8 mil doses por dia necessárias até 30 de setembro. No ritmo até aqui de julho, a vacinação da população adulta paranaense seria concluída em 16 de setembro, 15 dias antes da meta do fim do mesmo mês.

Foi em julho, inclusive, que Curitiba mais aplicou vacinas de Covid-19 em um único dia. Foram 31,3 mil doses no dia 3 de julho, um sábado - recorde na história da cidade não só de vacina da Covid-19, mas dos imunizantes de todas as doenças. Jamais a capital havia imunizado tantas pessoas em um único dia. O mutirão nesse dia, com mais postos de vacinação abertos, permitiu que a capital aplicasse o dobro da sua capacidade apenas nas unidades de saúde.

Depende do Ministério da Saúde

O ritmo para se alcançar a meta, no entanto, depende do volume de entrega de vacinas do governo federal. A previsão é de que até o fim de julho o Ministério da Saúde repasse 40 milhões de doses para primeira e segunda aplicação em todo o Brasil. Nesta segunda, por exemplo, o laboratório Pfizer anunciou que vai entregar 13 milhões de doses ao Brasil até 31 de julho, totalizando uma média de quase 1,1 milhão de vacinas por dia para o país.

A expectativa do Paraná é de receber 1 milhão de doses até o fim deste mês. Nesta semana, a Secretaria Estadual de Saúde já anunciou a chegada de mais 453 mil doses até sábado (23). O primeiro lote dessa remessa já chegou na noite de segunda-feira (20), com 141 mil vacinas para primeira e segunda aplicação.

Correção

A versão original deste texto apontava como meta para vacinação no Paraná o dia 31 de setembro, quando o certo seria 30 de setembro. A informação foi corrigida.

Corrigido em 21/07/2021 às 13:35
3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]