Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Sanepar mantém rodízio no Sudoeste; reservatórios na RMC ficam abaixo de 52%
| Foto: Geraldo Bubniak/Agência Estadual de Notícias

A Sanepar informou nesta segunda-feira (14) que os sistemas de abastecimento de água de Santo Antônio do Sudoeste e de Pranchita (Sudoeste do Paraná) vão permanecer em rodízio nos próximos dias. Segundo a estatal, as poucas chuvas na região não foram suficientes para recuperar o volume de água dos mananciais dos dois municípios. Pelo mesmo motivo, os reservatórios da Região Metropolitana de Curitiba seguem com volume em queda, se aproximando do nível de 50%, que pode levar a um endurecimento do rodízio no abastecimento de água da região.

As principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

Em 5 de maio, o governo do Paraná publicou decreto de situação de emergência hídrica, com validade de 90 dias, para o Sudoeste do estado e para a Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Em Santo Antônio do Sudoeste e Pranchita, os bairros seguirão se revezando na interrupção do fornecimento das 13h30 às 19 horas, com normalização a partir das 20 horas, até o dia 28.

Em Curitiba e Região Metropolitana, o rodízio de abastecimento de água teve início em 2020 e opera no modelo 60 horas de fornecimento e 36 horas com suspensão desde 15 de março deste ano. Caso o nível dos reservatórios fique abaixo de 50%, a Sanepar deve retomar o rodízio mais duro, de 36 x 36 horas.

Nesta segunda-feira, o patamar do Sistema de Abastecimento de Água Integrado de Curitiba (Saic) está em 51,82%, de acordo com a estatal. Na quinta-feira (10), estava em 52,41%. Entretanto, a companhia acredita que haverá chuva suficiente neste mês para que o rodízio atual seja mantido.

De acordo com os dados da Sanepar, os reservatórios em pior situação nesta segunda-feira são as barragens do Iraí e do Passaúna, com índices de respectivamente 40,11% e 54,38%. Já as barragens Piraquara 1 e 2 estão em situação melhor, com 58,95% e 70,78%.

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]