Simulação da nova ponte.
A projeção de como ficará a segunda ponte. Foto: Divulgação/Itaipu| Foto:

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) tem viagem marcada para o dia 10 de maio a Foz do Iguaçu, na região Oeste do Paraná. Na ocasião, Bolsonaro deve lançar, junto com o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, a pedra fundamental da segunda ponte entre Foz e o país vizinho. A previsão é de que as obras comecem ainda no primeiro semestre deste ano.

Com custo previsto em R$ 462,9 milhões - que serão cobertos com recursos da própria Itaipu Binacional -, a nova ponte sobre o Rio Paraná ligará Foz do Iguaçu a Presidente Franco, cidade vizinha a Ciudad del Este.

O local onde será construída a segunda ponte entre Brasil e Paraguai. Foto: Ricardo Bezerra/Itaipu Binacional
O local onde será construída a segunda ponte entre Brasil e Paraguai. Foto: Ricardo Bezerra/Itaipu Binacional

A documentação para a realização da obra já está pronta e foi entregue ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Pelo que foi acordado, o governo do Paraná terá a delegação para gerenciar a construção da ponte.

A previsão é de que a obra comece ainda neste primeiro semestre de 2019, com duração de 36 meses.

O projeto da segunda ponte visto de outro ângulo. Foto: Divulgação/Itaipu Binacional
O projeto da segunda ponte visto de outro ângulo. Foto: Divulgação/Itaipu Binacional

Quando a nova passagem estiver pronta, a Ponte da Amizade passará a ser exclusiva para veículos leves e ônibus de turismo.

A construção da estrutura foi aprovada pelo Conselho de Administração da Itaipu no último dia 26. A data também marcou o aniversário de 46 anos do Tratado de Itaipu.

A Ponte da Amizade, que hoje atende todo o fluxo entre Foz e o Paraguai. Foto: Kiko Sierich/Arquivo Gazeta do Povo
A Ponte da Amizade, que hoje atende todo o fluxo entre Foz e o Paraguai. Foto: Kiko Sierich/Arquivo Gazeta do Povo
15 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]