i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
comoção e lágrimas

Choro e perdão: 4 momentos em que a emoção prevaleceu no júri de Carli Filho

Apesar de técnico, júri também teve instantes de comoção, que afetaram principalmente o réu e familiares das vítimas

  • PorFelippe Aníbal
  • 01/03/2018 11:38
Amiga da família de Carli Filho abraçou Christiane Yared e pediu que a deputada perdoe o réu. | Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo
Amiga da família de Carli Filho abraçou Christiane Yared e pediu que a deputada perdoe o réu.| Foto: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

Apesar de ter sido um julgamento centrado principalmente em aspectos técnicos, o júri popular do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho teve diversos instantes marcados por ápices de emoção. Entre pedidos de desculpas e abraços comovidos, esses instantes colocaram em evidência o sofrimento das três famílias envolvidas no acidente – do réu e das duas vítimas. Veja quatro momentos em que a emoção prevaleceu no julgamento:

Carli Filho chorou

Ao longo da sessão de quarta-feira (28), Carli Filho chorou em pelo menos três ocasiões – duas delas durante a sustentação oral de sua defesa. Em todas, permaneceu de cabeça baixa e, posteriormente, usou um lenço para enxugar os olhos. Além disso, o réu parecia mais abatido, mas não demonstrou reações após o juiz Daniel Surdi de Avelar ter proferido a condenação.

Como Carli Filho recebeu a sentença que o condenou

Na sessão de terça-feira (27), o réu havia se emocionado ao ver projetadas no telão fotos em que ele aparecia ferido, após o acidente. Assim que viu as imagens, Carli Filho deixou o plenário temporariamente.

Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

Ele pediu desculpas

Outro momento de emoção ocorreu no interrogatório do réu. Carli Filho se virou para a plateia e olhou na direção em que estavam Christiane Yared e Vera Lúcia Carvalho – mães dos jovens que morreram no acidente – e, com a voz bastante embargada, pediu desculpas. Foi a primeira vez que o ex-deputado pediu perdão publicamente a familiares das vítimas.

Ao sair da sessão, Christiane duvidou da sinceridade do pedido de desculpas. Disse que esperava que ele se levantasse, fosse até ela e até Vera Lúcia, e as abraçasse. Yared também já havia questionado outro pedido de desculpas de Carli Filho, quando ele gravou um vídeo e publicou na internet.

As mães se abraçaram

Após o encerramento do julgamento, Vera Lúcia de Carvalho – mãe de Carlos Murilo, que morreu no acidente – se encontrou, ainda em plenário, com Ana Rita Slaviero Guimarães, mãe de Carli Filho. As duas se abraçaram demoradamente e choraram juntas. Na sessão de terça-feira (27), a mãe de Carli Filho já havia pedido desculpas a Vera Lúcia, pelo acidente provocado pelo réu.

Christiane Yared, por sua vez, abraçou o marido, Gilmar Yared. O casal também chorou bastante, após o anúncio da condenação do réu. Posteriormente, já do lado de fora do Tribunal do Júri, Christiane disse estar aliviada com a decisão do corpo de jurados.

Na terça-feira (27), uma amiga da família de Carli Filho já havia abraçado Christiane Yared e pedido que a deputada perdoasse o réu.

Amiga da família de Carli Filho abraçou Christiane Yared e pediu que a deputada perdoe o réu.Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

Foto das vítimas chocou

Um ponto que causou bastante comoção se deu quando as fotos das vítimas foram exibidas no telão do Tribunal do Júri. Na sessão de terça-feira, a pedido da acusação, foram expostas no telão imagens dos corpos mutilados de Gilmar Rafael e de Carlos Murilo.

Tanto Christiane Yared quanto Vera Lúcia choraram neste instante. As fotografias também causaram impacto em várias pessoas que assistiam ao julgamento. Mais adiante, a acusação mostrou foto da cabeça de Gilmar Rafael, que foi decepada no acidente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]
  • Tudo sobre:

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.