Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
| Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

Um dos maiores nomes do esporte brasileiro, o ex-técnico multicampeão da seleção brasileira de vôlei Bernardinho viaja a Curitiba no dia 9 de agosto para dar palestra com apoio do Partido Novo. O evento vai abordar temas como a importância do envolvimento e comprometimento de cada indivíduo em um grupo, a administração de equipes e a diversificação de fatores profissionais e emocionais.

Leia mais: Tite, Bernardinho, Romário: qual a chance de um esportista disputar a Presidência?

Bernardinho é filiado ao Novo desde abril e doará toda a arrecadação da palestra para o diretório estadual do partido. O Novo não usa recursos do Fundo Partidário, por opção própria, e por isso depende de eventos e doadores. “Como forma de mostrar comprometimento com a proposta do partido, o próprio Bernardinho resolveu fazer uma série de palestras em diferentes cidades do país para ajudar o Novo, doando toda a arrecadação das palestras. Foi ele que escolheu vir a Curitiba”, disse o presidente do Novo Paraná, Ubiratan Vieira Guimarães.

Apesar da clara ligação de Bernardinho com o partido, Guimarães garante que a palestra não terá conotação política. “Eu diria que o evento está mais para o caderno de esportes do que de política”, afirmou. Bernardinho deve falar sobre temas como liderança, produtividade e excelência na gestão de resultados. “Ele vai mostrar que tem um alinhamento político, que ele participa de um grupo de pessoas que pretende mudar o país, com uma forma diferente de fazer política, mas sem aquele papo comum de política. A palestra será sobre outros assuntos”, afirmou o presidente estadual da legenda.

Futuro indefinido

O jornalista Lauro Jardim publicou, em sua coluna no jornal ‘O Globo’, que Bernardinho estaria indeciso com relação às eleições de 2018. Em primeiro lugar, o técnico ainda não bateu o martelo sobre ser candidato. Em segundo lugar, estaria em dúvida entre concorrer ao governo do Rio de Janeiro ou à presidência. De acordo com a publicação, a definição deve sair em agosto e será uma escolha do próprio Bernardinho, sem interferência do partido.

Para Ubiratan Guimarães, seria “gratificante” ter o ex-técnico da Seleção Brasileira de vôlei entre os candidatos do Novo. “Seria excelente ter uma pessoa do porte do Bernardinho participando das eleições de 2018. Mas isso depende só dele, o partido está aberto para qualquer cargo que ele queira disputar”, afirmou.

Bernardinho em pesquisas eleitorais

As especulações de uma eventual candidatura de Bernardinho têm crescido nos últimos meses e até levaram o Instituto Paraná Pesquisas a incluir o nome do treinador em dois levantamentos. Em maio, ele foi citado em uma pesquisa para a presidência da República, em um cenário sem o ex-presidente Lula, e apareceu com 3,7% das intenções de voto.

Bernardinho ficou atrás do deputado Jair Bolsonaro (17,2%), da ex-senadora Marina Silva (14,9%), do prefeito de São Paulo, João Dória (13,6%), do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa (8,7%) e do ex-ministro Ciro Gomes (6,7%). 21,9% dos entrevistados não escolheriam nenhum dos indicados e 6,4% não souberam responder. Por outro lado, Bernardinho ficou à frente do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (3,1%), da ex-deputada Luciana Genro (1,9%) e do senador Ronaldo Caiado (1,8%).

Em julho, o Instituto Paraná Pesquisa também levantou a intenção de votos para o Governo do Rio de Janeiro. Em dois cenários distintos, Bernardinho aparece com 7,7% e 7,8% da preferência dos eleitores e perderia para possíveis candidatos, como: o senador Romário, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, o ex-prefeito Eduardo Paes, o deputado estadual Marcelo Freixo, e o ex-governador Garotinho.

Por outro lado, o técnico venceria eventuais candidaturas do senador Lindbergh Farias, do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. As pesquisas têm grau de confiança de 95% e margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]