Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

Combustíveis

Governo vai zerar Cide sobre diesel após Congresso aprovar reoneração da folha

Ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, confirmou acordo com Congresso e fez apelo aos caminhoneiros pelo fim da greve

  • Folhapress
 | Wilson Dias/Agência Brasil
Wilson Dias/Agência Brasil
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, confirmou na noite desta terça-feira (22) que o governo firmou um acordo com o Congresso para zerar a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) sobre o diesel. A medida havia sido anunciada mais cedo pelos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE).

Em breve anúncio, o ministro explicou que o decreto que vai zerar a incidência do tributo só será editado após a aprovação, pelo Legislativo, de projeto que reonera a folha de pagamento. “Uma vez aprovado [o projeto], iremos em seguida sair com decreto eliminando a Cide incidente sobre o diesel.”

Leia também: Por que a gasolina dobra de preço entre a refinaria e o posto?

A equipe econômica vinha resistindo a mexer na estrutura de impostos para conter a alta dos preços dos combustíveis. Guardia classificou a iniciativa como equilibrada e afirmou, sem mencionar números, que a receita que deixará de ser arrecadada pela Cide será compensada pela aprovação da reoneração da folha de pagamento. “A partir de dezembro de 2020 nenhum setor contará com o benefício da desoneração da folha de pagamento.”

O ministro fez ainda um apelo, em nome do governo, para que caminhoneiros de todo o país voltem às suas atividades normais. Devido ao aumento dos preços do óleo diesel, a categoria vem organizando paralisações em diversas estradas do país.

Segundo Guardia, o governo mantém um canal aberto para estudar outras iniciativas que visem mitigar o impacto da alta do dólar e do barril de petróleo no preço dos combustíveis no país.

Embora o governo viesse estudando formas de conter também o valor da gasolina, a medida anunciada nesta terça não terá impacto para este tipo de combustível.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE